Paraná

CIEE/PR passa a oferecer vagas para Programa de Aprendizagem em Marechal Cândido Rondon

A coordenadora da unidade, Magna Merlini, explica que o Programa de Aprendizagem é...

05 mai 21 - 15h05 Redação SOT
CIEE/PR passa a oferecer vagas para Programa de Aprendizagem em Marechal Cândido Rondon

A unidade do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) de Marechal Cândido Rondon (PR) já está recrutando jovens para o Programa de Aprendizagem no setor industrial da cidade. A novidade é mais uma forma de inserir novos talentos no mercado de trabalho, com acompanhamento de uma instituição que tem quase 20 anos de atuação no município e mais de 50 no Paraná.

A coordenadora da unidade, Magna Merlini, explica que o Programa de Aprendizagem é um passo fundamental. “Por meio do Programa de Aprendizagem, o CIEE/PR proporciona, em parceria com as empresas da região, a democratização do acesso de jovens em situações de vulnerabilidade ao mercado de trabalho. Essa é uma oportunidade ímpar.  Com o apoio das empresas e a  capacitação que o CIEE/PR oferece, é possível entregar para a comunidade profissionais motivados e engajados, ampliando a capacidade produtiva do município”, comemora.

Até obter a autorização para ofertar o Programa de Aprendizagem, o CIEE/PR trabalhava apenas com o Programa de Estágio em Marechal Cândido Rondon. O novo programa está disponível para pessoas que tenham entre 14 e 24 anos e que serão encaminhadas para empresas da região. Aprendizes portadores de deficiência também podem participar do programa, sem limite máximo de idade. 

Cada uma das funções tem sua própria carga horária e características. Empresas interessadas em contratar por meio dessa modalidade e jovens que buscam a primeira oportunidade devem entrar em contato com o CIEE/PR (www.cieepr.org.br)  ou comparecer à unidade do município (Rua Dom João VI, 773 - Centro). "Os jovens devem levar os documentos pessoais e a declaração de matrícula atualizada - ou histórico escolar de conclusão do ensino médio. O encaminhamento será feito de acordo com a oferta de vagas das empresas da cidade”, explica a coordenadora.

Lei de Aprendizagem se consolida como porta de entrada para o mercado de trabalho

Criada no ano 2000, a Lei de Aprendizagem tem se consolidado como um dos caminhos mais seguros para que jovens comecem a ter contato com a realidade do mercado de trabalho regulamentado. A legislação exige que empresas de médio e grande porte de todo o Brasil tenham entre 5% e 15% de seus colaboradores contratados por meio dessa modalidade. No caso das empresas de pequeno porte, a contratação não é obrigatória, mas muitas delas optam por ter aprendizes atuando nos mais diversos setores. Essa é uma forma de contribuir para o desenvolvimento social do país e proporcionar uma capacitação qualificada aos jovens brasileiros.

Para a gerente da Divisão de Capacitação e Cidadania do Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná (CIEE/PR), Simone Paulin, “a Aprendizagem tem uma relevância fundamental no Brasil porque ela quebra o ciclo de pobreza e permite que os jovens continuem estudando e cursem, inclusive, o ensino superior. Essa geração está sendo muito bem preparada nas novas tecnologias que o mundo do trabalho exige”, destaca. 

Via: Assessoria CIEE/PR- Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.