Cascavel

Formação continuada para produtores orgânicos é realizada na Agrotec

O evento contou com palestras de especialistas da área e teve como objetivo capacit...

01 jun 21 - 00h33 Redação SOT
Formação continuada para produtores orgânicos é realizada na Agrotec

Na última sexta-feira (28), o auditório da Agrotec (Escola Tecnológica Agropecuária) foi palco de mais uma ação do Provai (Programa de Valorização da Agroindústria Familiar). A formação continuada para 30 produtores orgânicos teve como objetivo levar ainda mais capacitação aos agricultores que estão no processo para a obtenção do certificado e posteriormente o selo de “Produto Orgânico do Brasil”.

O evento contou com palestras de especialistas da área e abordou temas como princípios da agricultura orgânica, panorama da agricultura urbana no Paraná e ainda foi apresentado as atividades realizadas pelo Paraná Mais Orgânico, projeto do Governo do Estado parceiro na certificação, assim como a Unioeste, a Itaipu Binacional, a Biolabore, o Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná) e a Secretaria de Agricultura.

“A Fundetec tem trabalhado nesse projeto para gerar assistência técnica ao produtor que tem talvez uma cultura convencional e quer fazer a transição até o orgânico. Outro ponto é trabalhar para o produtor que já está certificado para que ele possa ter um instrumento de comercialização e espaço para agregar valor e renda a sua produção, porque o produtor orgânico é vocacionado, ou seja, ele acredita que o mundo precisa de alimentos melhores”, esclareceu o presidente da Fundetec, Alcione Gomes.

A certificação dos produtores de orgânicos dará a eles a oportunidade de oferecer esses produtos para a merenda escolar municipal e essa é uma das maiores motivações do programa de acordo com o prefeito, Leonaldo Paranhos, “Tomamos a decisão de um investimento nesse segmento dos orgânicos, produto que tem uma aceitação muito grande, que gera renda, emprego e economia. Fizemos de forma que a gente possa ter uma política pública de município e não apenas um programa de governo temporário. Hoje compramos outros produtos, inclusive de outras cidades porque não temos aqui a capacidade para atender a demanda das escolas. Queremos ter uma cidade que produz o agro, que produza os alimentos orgânicos, que traga qualidade de segurança alimentar para todos”. ,

A Lei que regulamentará todos os procedimentos está sendo formulada e em breve será protocolada na Câmera. “Teremos a grande responsabilidade de votar o mais rápido possível, pois é sem dúvida algo importante para todos nós, para o produtor, para o município para aqueles que recebem. O produto que nos traz saúde precisa ser valorizado e priorizado”, confirmou o presidente da Câmara de Vereadores, Alécio Espinola.  

A ideia do projeto inclui ainda, para o segundo semestre de 2021, a realização de uma feira municipal de orgânicos, na qual todas essas famílias certificadas poderão vender seus produtos e garantir maior visibilidade da população. “É importante que as pessoas participem e sejam certificadas. A qualidade tem que ser avaliada por vários processos de verificação na prática e quando tudo estiver certo, vão receber um certificado para dar qualidade e a mesma será apresentada por meio da feira do pequeno produtor orgânico”, explicou o gerente de projetos, Antônio Carlos Baratter.  

A agricultora de Rio do Salto, Cleusa Bonfim, ficou super contente com a formação continuada e agora, aguarda ansiosa pelo selo que está prestes a receber. “Estou muito feliz por estar no processo de certificação, já produzo orgânico há dois anos. Planto 24 variedades, couve, brócolis, repolho, tudo o que se refere a fruta e verdura. É muito importante o selo, principalmente, pela saúde das pessoas e foi nisso que mais pensei para começar a lidar com o orgânico”.

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.