Cascavel

Maio Amarelo: mês de conscientização no trânsito chega ao fim, mas respeito nas vias deve ser sempre

Transitar, órgãos públicos e demais parceiros da sociedade civil ficam satisfeitos...

02 jun 21 - 14h32 Atualizado 02 jun 21 - 14h37 Redação SOT
Maio Amarelo: mês de conscientização no trânsito chega ao fim, mas respeito nas vias deve ser sempre

Durante todo o mês de maio, conhecido por ser um mês de campanhas de conscientização sobre segurança no trânsito, chamada “Maio Amarelo”, diversas ações foram realizadas por órgãos de segurança pública, poder público, entidades e sociedade civil, que integraram as atividades, além de se engajar em prol da segurança nas vias. Em parceria com a Transitar, participaram o Cotrans, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual e Federal, Ecocataratas, Detran – 7ª Ciretran, Guarda Municipal, Prefeitura de Cascavel, ACIC, Sindilojas, Sanepar, 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros, Rádio Capital FM, Velasco Advocacia e demais parceiros da sociedade civil.

Sobre o Maio Amarelo - O Movimento Maio Amarelo nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil, com a intenção de colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

Balanço do Maio Amarelo 2021 - Normalmente, seriam realizadas mais ações e com maior proximidade com a população, mas em razão da pandemia, para respeitar todos os protocolos recomendados pela Organização Mundial da Saúde e os decretos vigentes, o cronograma foi feito, a fim de atender às demandas da sociedade, como por exemplo, solicitação de operações bloqueio, verificação de ruídos irregulares nos veículos, respeito e orientação das novas regras do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), entre outras. Além das estatísticas que mostram que mesmo com a pandemia, os usuários da via continuam cometendo infrações gravíssimas, como, dirigir manuseando o celular, que sabe-se é um dos principais motivos de distração e causador de acidentes.

Ações educativas - Foram realizadas até 31 de maio, 28 ações educativas, organizadas pela Transitar e demais parceiros, sempre com o objetivo de conscientizar, orientar e demonstrar o quanto a educação no trânsito é imprescindível, para que todos os usuários possam permanecer em segurança e é necessário que haja um entendimento da via pública, no qual cada um ocupe seu espaço destinado.

As ações tiveram resultados muito positivos. De acordo com a educadora de trânsito da Transitar, Luciane de Moura, “Os condutores abordados agradecem pelas ações e acham muito importante essa conscientização no trânsito”, diz Luciane. Além das orientações específicas para os motociclistas, os agentes de trânsito também esclareceram dúvidas sobre o CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

Operações - Durante este mês, foram realizados em torno de 15 operações bloqueio e presença, entre Transitar, Polícia Militar, Guarda Municipal e Secretaria de Meio Ambiente, com o intuito de diminuir o número de acidentes e conseqüentemente o número de leitos ocupados por vítimas de sinistros no trânsito.

Em uma avaliação geral, as infrações mais registradas foram as relacionadas à condução de veículos sem estar devidamente habilitado, das quais representam em torno de 61,8% do total de autuações, totalizando 86 infrações aplicadas. Isso que demonstra que os condutores ainda cometem muitas infrações e entre as mais cometidas, todas são de natureza gravíssima.

Além disso, foram registradas infrações por poluição sonora, que resultaram em 12 notificações emitidas com o auxílio de medição pelo decibelímetro, operado pelos fiscais da Secretaria de Meio Ambiente. E também, foram removidos ao pátio 24 motocicletas e 14 carros.

Outro ponto que preocupa, conforme afirma a presidente da Transitar, Simoni Soares, é sobre o fato de muitos condutores ainda serem flagrados dirigindo embriagados. Lembrando que o ato de dirigir embriagado é infração gravíssima, resultando em 7 pontos na CNH, multa de R$ 2.934,70, a habilitação será recolhida pelo agente de trânsito (caso o condutor a tenha) e encaminhado o processo para suspensão da CNH, além das demais penalidades previstas no CTB.

A Transitar está de portas abertas para ouvir toda a população, com sugestões, elogios, críticas e solicitações. Estamos localizados na Rua Erechim, 1436. O telefone para contato é (45) 3016-0800. Ou pelos telefones da Ouvidoria:

Transporte: 99119-9478

Aeroporto: 99135-2317

Trânsito: 99135-5207

Engenharia: 98431-6370

Estacionamento Regulamentado (Estar): 99137-3282

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.