Paraná

Agente penitenciário de Catanduvas é preso por envolvimento com organização criminosa

Cerca de 90 policiais federais tem como alvo 26 mandados de prisão preventiva e 10...

15 jun 21 - 11h45 Redação SOT

Um agente penitenciário federal e uma advogada foram alvos da Operação Efialtes, desenvolvida pela Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (15). A ação tem como o objetivo desorganizar uma rede de transmissão de ordens de líderes organização criminosa, que estão presos na Penitenciária Federal de Catanduvas, no Oeste do Paraná.

Cerca de 90 policiais federais tem como alvo 26 mandados de prisão preventiva e 10 mandados de busca e apreensão em três estados: Paraná (Catanduvas e Cascavel), Santa Catarina (Chapecó) e São Paulo (São Bernardo do Campo). 

Dentre os carros apreendidos estão uma caminhonete Hilux, um Celta e um Mercedes. Uma arma também foi apreendida durante a ação.

O agente federal de execução penal, alvo de mandado de prisão, deve responder pelos crimes de Associação ao Tráfico de Drogas, Organização Criminosa, Corrupção Ativa e Passiva e Lavagem de Dinheiro, com penas que podem ultrapassar os 30 anos de prisão.

Além do agente público, a rede de comunicação contava ainda com a participação de uma advogada, que também atuava na transmissão de ordens das lideranças da facção criminosa.

Efialtes - A operação foi batizada de “EFIALTES” em alusão ao nome do homem que traiu sua “nação” por dinheiro, durante a Batalha das Termópilas, quando o exército grego enfrentou o exército persa.

A investigação contou com apoio do Departamento Penitenciário Nacional e da Receita Federal do Brasil.

Via: Redação/Skalet Fernanda/Ric Mais - Foto: Kamilla Rorato


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.