Cascavel

Duplicação da BR-277 em Cascavel começa na próxima terça-feira (20)

Projeto consiste na ampliação de 5,81 quilômetros da rodovia, do km 574,4 ao km 580...

16 jul 21 - 14h34 Redação SOT
Duplicação da BR-277 em Cascavel começa na próxima terça-feira (20)

As obras de duplicação da BR-277 em Cascavel, na Região Oeste, vão começar na próxima terça-feira (20). O projeto consiste na ampliação de 5,81 quilômetros da rodovia, do km 574,4 ao km 580,2, entre o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Ferroeste. A intervenção integra o convênio entre o Governo do Estado e a Itaipu Binacional e foi contratada pelo valor de R$ 48.009.661,88.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) será o responsável pela obra, cujo prazo de conclusão é de 14 meses, em setembro de 2022.

“É mais um projeto, mais um passo que o Paraná dá para se tornar o hub logístico da América do Sul”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Essa obra era aguardada há muito tempo pelos moradores da Região Oeste. Terá a capacidade de melhorar o fluxo de quem precisa circular por ali, especialmente nos horários de rush, e ajudar no escoamento da safra”.

Ele lembrou que a duplicação da BR-277 acompanha a obra de readequação doTrevo Cataratas, também em Cascavel. O local é um ponto de interseção em nível que reúne as rodovias BR-369, ligação com Maringá; a BR-277, sentido Guarapuava e sentido Foz do Iguaçu; a BR-467, em direção a Toledo; e a Avenida Brasil, principal via de acesso a Cascavel. Cerca de 45 mil veículos circulam pelo trevo diariamente.

“Vai resolver o maior gargalo logístico do Paraná, que conseguimos priorizar dentro do acordo de leniência entre a concessionária que administra o trecho e o Ministério Público Federal”, destacou Ratinho Junior.

MODAIS– Superintendente do DER-PR na Região Oeste, Charlles Urbano Hostins Júnior explicou que o alargamento do trecho reforça a interligação entre os modais rodoviário e ferroviário, já que a duplicação da rodovia será até a Ferroeste. “Terá um impacto muito significativo no escoamento da safra, finalizando um corredor que começa no Mato Grosso do Sul e passa por Marechal Cândido Rondon, Toledo e Cascavel”, disse.

A Ferroeste também será ampliada e modernizada. O projeto, estimado em mais de R$ 20 bilhões, vai unir por trilhos Maracaju (MS) ao Porto de Paranaguá, com estimativa de ser encaminhado para a Bolsa de Valores para concessão no começo do próximo ano.

“A tendência é de crescimento muito grande com a implantação desta Nova Ferroeste, precisamos estar preparados. E, nesse caso, a duplicação deste trecho é fundamental, já que vai até a porta da Ferroeste”, ressaltou Hostins Júnior.

OBRA– A intervenção na BR-277 começa em frente ao Show Rural com serviços preliminares, ensaios de caracterização dos materiais, limpeza da camada vegetal, instalação do canteiro de obras, levantamento topográfico e serviços de terraplenagem.

Além da duplicação dos 5,81 quilômetros da rodovia, também será pavimentada a via marginal esquerda do km 581,7 ao km 583,3, em uma extensão de 1,56 quilômetro, executado um viaduto no km 575,1, no acesso para a Ferroeste, e outro viaduto no km 580, onde será implantada uma variante da PR-180.

CONVÊNIO– Os recursos para a obra integram o convênio entre a Itaipu Binacional e o Governo do Estado, por meio da Secretaria estadual de Infraestrutura e Logística, sendo o DER/PR a unidade executora.

Convênios semelhantes estão garantindo mais obras para a região, como a implantação da nova Ponte da Integração Brasil-Paraguai, a duplicação do Contorno Oeste de Cascavel, a duplicação da Rodovia das Cataratas e a implantação de estrada municipal entre Ramilândia e Santa Helena.

Via: Agência de Noticias do Paraná - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.