Paraná

Usina híbrida de Ouro Verde do Oeste é selecionada pelo Ministério da Ciência para investimentos

As propostas foram avaliadas por um comitê técnico que levou em consideração o impa...

05 ago 21 - 15h31 Redação SOT
Usina híbrida de Ouro Verde do Oeste é selecionada pelo Ministério da Ciência para investimentos

O potencial de crescimento e o impacto positivo em diversos aspectos fizeram com que a EnerDinBo pudesse ocupar um lugar de destaque. A usina híbrida de biogás e energia fotovoltaica, localizada em Ouro Verde do Oeste, foi selecionada no edital do GEF Biogás Brasil. A iniciativa, que é liderada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, financiada pelo Fundo Global para o Meio Ambiente, implementada pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial e executada pelo Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás), selecionou oito plantas de biogás no sul do Brasil. Os escolhidos irão receber um investimento de cerca de R$ 4 milhões em modernização, eficiência e segurança.

As propostas foram avaliadas por um comitê técnico que levou em consideração o impacto social, ambiental, econômico, financeiro e técnico das propostas. Além disso, o comitê também fez visitas técnicas às unidades pré-selecionadas para analisar a viabilidade, replicabilidade, inovação técnica e capacidade de melhoria das plantas de biogás. “Verificamos arranjos interessantes e muito diferentes entre si. Há um potencial imenso de otimização dos processos envolvidos, tornando essas plantas mais robustas e eficientes. Além disso, devemos valorizar as boas práticas para servirem como referência para o setor no Brasil”, explica a especialista em tecnologias de biogás, Natalí Nunes.

As obras de otimização têm o objetivo de transformar as plantas selecionadas em modelos de sucesso e inovação implementados em situação real, com viabilidade técnica e econômica. O edital também vincula as plantas de biogás escolhidas ao Projeto GEF Biogás Brasil como unidades de demonstração (UDs), apresentando ao mercado brasileiro cases de sucesso que podem ser replicados em todo o país.

A EnerDinBo foi selecionada na linha temática sobre “Produção e uso de biometano”. A proposta apresentada pela usina foi de uma central de bioenergia abastecida com dejetos de suínos por meio de veículos pesados movidos a biometano. “Apresentamos um projeto para a utilização do biogás produzido na própria planta, com um upgrade, para que os caminhões que fazem o transporte de dejetos possam ser parcialmente abastecidos por biometano. A novidade torna a usina ainda mais sustentável, já que o biometano é um combustível gerado de forma limpa e ajuda a reduzir as emissões de gases do efeito estufa e a poluição, melhorando a qualidade do ar”, conta Thiago González, diretor técnico da usina. Cerca de R$ 1,5 milhão será usado para adequação dos caminhões e da planta de biogás e para a implantação da usina de biometano.

O acompanhamento da implementação dos projetos de otimização é feito pela equipe técnica do Projeto GEF Biogás Brasil. A previsão é de que as unidades de demonstração sejam concluídas em seis meses. 

Via: Redação/Contelle Assessoria de Comunicação - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.