Cascavel

Sindicato oficializa Comissão de Segurança e Trânsito da câmara de vereadores de Cascavel

O sindicato através de pedido dos guardas municipais solicitaram que sejam investig...

10 ago 21 - 21h05 Redação SOT
Sindicato oficializa Comissão de Segurança e Trânsito da câmara de vereadores de Cascavel

No fim da tarde de ontem terça-feira (09) o Sismuvel - Sindicato dos Servidores do Município de Cascavel através do seu delegado sindical, representante legal pelos Guardas Municipais e pelo presidente do órgão, protocolou junto Comissão de Segurança e Trânsito da câmara um documento requerendo que a câmara investigue e acompanhe a situação do corregedor afastado nos últimos dias, segundo o documento de denúncia o corregedor afastado promovia possíveis seletividades em processos administrativos, e ainda estaria na função de maneira irregular.

O sindicato através de pedido dos guardas municipais solicitaram que sejam investigadas irregularidades nos procedimentos administrativos, a peça cita que a seletividade beneficiava amigos e servidores que estavam nomeados na instituição como superiores.

Um dos exemplos é o antigo gerente operacional que foi denunciado por assédio sexual dentro da instituição, o mesmo não obteve punição através de PAD, Processo Administrativo Disciplinar, apenas foi requerido uma sindicância, onde a pena foi resumida em TAC – Termo de Ajuste e Conduta, a denúncia envolvia uma servidora subalterna que foi inclusive segundo fortes indicios, prosseguida profissionalmente após denunciar o mesmo, o servidor nos dias atuais não está mais nomeado, porem ainda extraoficialmente comanda a gerencia operacional. O caso ainda segue na justiça comum e o denunciado responde pelo crime.

As reivindicações da classe baseiam-se que, por muito menos indícios de irregularidades foram solicitados pelo antigo corregedor abertura de processos que envolvem outros guardas municipais, isso com punições muito mais severas, assim comprovasse a seletividade, algo que é inaceitável e que vem a tempos sendo alvo de acontecimentos na instituição.

O Sindicato solicita também que a nomeação do próximo servidor seja conforme está pautado nas leis de n. 13,022 federal e de n. 6,532 municipal, principalmente conforme reza o art. 28 do decreto 13.528, ou seja que o Corregedor da Guarda Municipal seja portador de diploma de nível superior com formação preferencialmente no curso de Direito, e que seja um servidor de ilibada reputação moral e funcional, e ainda, não poderá estar respondendo a processo criminal por crime contra a Administração Pública” segundo as informações do próprio sindicato tem três guardas qualificados ao cargo com superior em Direito.

Por fim, ainda pede que Comissão de Segurança e Trânsito da câmara possa através de acordo com o município sabatinar o futuro corregedor. A classe está estudando uma data para anunciar a sua manifestação, que será através de uma carreata com o destino inicial na sede da guarda, e final em frente a prefeitura, e tem como reivindicação mais qualidade de trabalho, mais comunicação do executivo com a classe, com o fim de cessar as aparentes perseguições profissionais questionadas por vários profissionais e o crescimento da instituição.  

Nota de repúdio

A classe do guardas municipais repudia totalmente qualquer que seja os atos de assédio sexual, moral e profissional e afirma que vai denunciar todo e qualquer caso que venha a acontecer para os órgãos  de fiscalização.

Via: Assessoria de imprensa da delegação da GMC / Sismuvel - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.