Cascavel

Aprovado projeto para incentivar regularização de dívidas com a Cohavel

Vereadores aprovaram em segunda votação na tarde desta terça-feira (17)....

17 ago 21 - 19h06 Redação SOT
Aprovado projeto para incentivar regularização de dívidas com a Cohavel

A Câmara de Vereadores de Cascavel aprovado o projeto de Lei do executivo que institui o Programa de Recuperação de créditos, isenção de multas e juros para mutuários da Companhia Municipal de Habitação de Cascavel (Cohavel).

Com as novas regras, moradores que estão inadimplentes com a companhia podem renegocias as parcelas atrasadas com isenção de até 100% (cem por cento) da multa e dos juros moratórios.

O presidente da Cohavel, Vinicius Boza, espera com isso reduzir a inadimplência dos mutuários que é de 75% e garantir o equilíbrio financeiro da autarquia. “Sem reequilibrar o nosso caixa a Cohavel fica impedida de desenvolver novos projetos e de ampliar o atendimento para novas famílias”.

Boza informou que os vereadores entenderam de forma unânime que a lei cumpre a função de recuperar a carteira de inadimplentes e impulsionar a receita da Cohavel. O projeto foi votado e aprovado em duas votações, agora segue para sanção do prefeito Leonaldo Paranhos.

“A isenção de juros e multas ajuda o mutuário a ficar em dia com a Cohavel e, diante dos efeitos tão negativos da pandemia do coronavírus na vida de todos, a medida auxiliará a superar as dificuldades financeiras, além de garantir que a Cohavel receba créditos que são investidos em benefícios para novas moradias”, destacou Vinicius.

Para negociar e quitar as dívidas, os mutuários devem procurar a sede da Cohavel que fica na rua Paraná, 2607, no Centro, ou pelo WhatsApp 3039-6699.

SERVIÇO - COHAVEL

rua Paraná, 2607, no Centro

WhatsApp 3039-6699

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.