Cascavel

Copacol inicia alojamento da safra de alevinos com meta de crescimento

A safra de alevinos é iniciada com o processo reprodutivo da tilápia, a partir de s...

08 out 21 - 11h07 Redação SOT
Copacol inicia alojamento da safra de alevinos com meta de crescimento

Com intenso consumo de peixe em todo o País, a Copacol inicia o alojamento da safra de alevinos 2021/2022. A meta é ampliar a produção atingindo 59 milhões de alevinos entregues aos integrados da piscicultura, para que que após a engorda, as tilápias sejam industrializadas nas unidades em Nova Aurora e Toledo.

A safra de alevinos é iniciada com o processo reprodutivo da tilápia, a partir de setembro, quando as temperaturas voltam a subir. O ciclo completo para o abastecimento das propriedades é realizado na UPA (Unidade de Produção de Alevinos). “As matrizes e os reprodutores iniciam o acasalamento e após coletados os ovos, 30 dias os alevinos estão prontos para serem alojados, com 0,8 a um grama”, explica Delcio Gonçalves da Cunha, supervisor da UPA.

Durante a safra, os alevinos são retirados de tanques mantidos em estufas da UPA e selecionados de maneira automatizada conforme o tamanho e o peso. Por meio de bombeamento, os alevinos passam pela classificadora, onde são separados em cinco grupos diferentes para que possam seguir até o alojamento.

A primeira despesca da safra 2021/2022 para a produção de juvenis já foi realizada. Os primeiros alevinos foram alojados na propriedade do cooperado Sérgio Moratelli, onde os peixes ficam nos tanques entorno de dois meses, até alcançarem de 30 a 60 gramas. Depois, eles são transportados até outros tanques de produtores integrados para que possam atingir o peso adequado para a industrialização.

ESTRUTURA - A Cooperativa conta com estrutura própria para manter todo o sistema da piscicultura, desde a ração até a tecnologia para reprodução da espécie. “Temos toda uma preparação para o período reprodutivo, com reforço da alimentação das matrizes, sanidade e estado imunológico para que tenhamos alevinos vigorosos, assim o resultado é melhor desempenho na produção de nossos produtos”, explica Cunha.

A Copacol conta com todo processo de melhoramento genético das matrizes. Todos os anos são formadas 100 famílias de peixes para reposição do plantel.

Por ano são 42,5 milhões de peixes processados nas duas unidades industriais. Com esse total, a Copacol se consagra como a maior produtora de tilápias da América do Sul.

A Cooperativa iniciou a piscicultura no modelo integrado de maneira pioneira no País há 13 anos. Ao todo são 647 hectares de lâminas d’água que devem chegar a 1,1 mil hectares até 2023, com a ampliação da atividade.

Via: Assessoria Copacol - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.