Cascavel

Rede Metropolitana traz equipamentos para modernizar Hospital Nossa Senhora da Salete em Cascavel

Os equipamentos, como camas elétricas, respiradores, monitores e mesas cirúrgicas,...

12 out 21 - 21h14 Atualizado 12 out 21 - 21h14 Redação SOT
Rede Metropolitana traz equipamentos para modernizar Hospital Nossa Senhora da Salete em Cascavel

A Rede de Assistência à Saúde Metropolitana, com sede em Sarandi, inicia a transferência de equipamentos para Cascavel, onde vai assumir a gestão do Hospital Nossa Senhora da Salete. Contêiner será posicionado na manhã desta quarta 13, nos fundos do hospital, para receber equipamentos que se deslocam de Sarandi em carreta, com previsão de chegar por volta das 10h30. A Autarquia Municipal de Mobilidade, Trânsito e Cidadania (Transitar), da Prefeitura de Cascavel, foi comunicada, considerando que a movimentação terá impacto no tráfego do entorno do hospital.

Os equipamentos, como camas elétricas, respiradores, monitores e mesas cirúrgicas, integram amplo protocolo de modernização da infraestrutura de atendimento do hospital, que a partir de 1º de dezembro, conforme decisão da justiça, passa a ser administrado pela Rede Metropolitana. “Vamos aplicar no hospital um padrão de excelência de serviços médicos que sublinham nosso compromisso com a vida”, afirma a gerente geral da unidade, Isabela Ferri Mendes. “Equipamentos modernos convergem com nossa preocupação de modernização, o que inclui modelo horizontal de qualidade, acrescenta.

Isabela Ferri Mendes explica que a Rede Metropolitana investe continuamente em qualificação profissional em todos os níveis de gestão, da equipe médica à zeladoria, valorizando sempre a máxima eficiência e qualidade do atendimento. “Nossa missão é salvar vidas e para isso fazemos todos os investimentos necessários, reconhecendo que equipamentos são importantes, mas também é fundamental uma equipe técnica multidisciplinar eficiente e comprometida. Quanto a isso, não temos dúvida de que a instituição que vamos assumir tem um padrão superior de eficiência profissional. Sabemos que os colaboradores do Salete se consideram uma família e já fazemos parte dela”, afirma.

Com escritório instalado em frente à unidade hospitalar, a Rede Metropolitana segue com os preparativos para assumir a instituição no prazo estabelecido pela justiça. “Importante esclarecer que responderemos pelo hospital, efetivamente, a partir de 1º de dezembro”, lembra Isabela Ferri Mendes. “Mas estamos organizando toda a infraestrutura física e de pessoal para que não haja nenhum prejuízo aos protocolos de atendimento. Importante repetir que nossa história é comprometida com a vida”, afirma a gerente geral da unidade, filha do fundador da Rede Metropolitana, o médico Carlos Alberto Ferri.

REDE METROPOLITANA - O Hospital e Maternidade Sarandi nasceu em 1984 em município homônimo, conurbado a Maringá.  Na sequência se tornou Hospital Metropolitano e, em 2003, passou a ser administrado pela Rede de Assistência à Saúde Metropolitana, entidade filantrópica que hoje conta com cerca de 900 colaboradores e mais de 500 médicos, com unidades em Sarandi, Maringá, Mandaguari, Ivaiporã e Mandaguaçu. O hospital é referência de atendimento a quase 800 mil pessoas espalhadas por municípios que integram 5 regionais de saúde, realiza, em média, 15 mil internamentos e 10 mil cirurgias/mês, é referência estadual na captação de órgãos para transplante, atende 43 mil vidas via SAS e cerca de 90% do atendimento é pelo SUS. A Rede Metropolitana também oferece residência em Medicina na condição de hospital-escola.  

Via: Assessoria Rede Metropolitana - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.