Cascavel

Com poucas lesões e recuperação eficiente, Cascavel Futsal encara decisão na Série Ouro

Dos 15 jogadores do grupo tricolor, apenas o pivô Gessé está fora dos jogos por les...

13 out 21 - 08h51 Redação SOT
Com poucas lesões e recuperação eficiente, Cascavel Futsal encara decisão na Série Ouro

Com a temporada chegando na fase decisiva de mata-mata, o trabalho de recuperação física e muscular ganha cada vez mais importância e destaque na rotina de trabalho do Cascavel Futsal.   

Mesmo com o grande número de jogos e competições, a equipe tem o elenco praticamente completo para os confrontos finais da Série Ouro do Campeonato Paranaense e Liga Nacional de Futsal.  

Dos 15 jogadores do grupo tricolor, apenas o pivô Gessé está fora dos jogos por lesão. O camisa 9 rompeu o ligamento cruzado anterior, segue em fisioterapia e só deverá retornar às quadras no ano que vem. Todos os outros jogadores estão à disposição do técnico Cassiano Klein.  

É pelas mãos do fisioterapeuta Juliano Dallazen que os atletas fazem o processo de recuperação após todas as partidas. “O nosso trabalho acontece em conjunto com a preparação física, o treinador e o restante da comissão técnica. Com todo o investimento que é feito hoje, quanto menos tempo o atleta ficar fora de treinos e jogos melhor é para o clube”, comentou Dallazen. 

No último ano, o setor recebeu grandes investimentos por parte da diretoria tricolor, com a compra de vários equipamentos. Hoje, o clube possui um departamento estruturado.  

Além da tradicional massagem (Terapia Manual), a rotina envolve ainda a utilização de botas de compressão pneumática que auxiliam na melhora da circulação sanguínea e recuperação muscular; a Game Ready (aparelho que une a compressão ativa à crioterapia), que ajuda na diminuição de edemas e reparação dos tecidos; o Venom, aparelho que une calor e vibração para auxílio no alívio da dor e diminuição da tensão muscular; e aparelhos de ultrassom e laser para acelerar a cicatrização de lesões.

“Utilizamos essas ferramentas, principalmente, após os treinos de alta intensidade e nos períodos curtos entre um jogo e outro. São recursos de alta tecnologia que ajudam a deixar os atletas prontos para o alto nível de competição”, destacou o fisioterapeuta. 

O pivô Roni ficou 3 semanas em tratamento para se recuperar de uma lesão na coxa. O trabalho rápido e eficiente deu condições para que o artilheiro da LNF retornasse às quadras 100% recuperado e com o mesmo nível físico e técnico anterior ao período de tratamento. “Foi a primeira lesão da minha carreira. O Juliano me ajudou muito, teve paciência e consegui retornar até antes do prazo previsto”, comentou o camisa 7, que marcou um golaço de calcanhar na última partida. 

Com a semana toda para treinar e recuperar o elenco, a Serpente Tricolor vai encarar a ACEL/Chopinzinho pelas quartas-de-final da Série Ouro do Campeonato Paranaense. A partida, marcada para sexta-feira, no Ginásio da Neva, é o primeiro dos confrontos decisivos que o Cascavel terá pela frente.

Via: Assessoria Cascavel Futsal - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.