Cascavel

Amop celebra conquistas em noite de homenagens

A solenidade contou com a presença de diversas autoridades locais, estaduais e naci...

07 nov 21 - 13h26 Redação SOT
Amop celebra conquistas em noite de homenagens

Realizada na noite desta sexta-feira (5) a entrega de prêmios aos jornalistas vencedores do 15° Prêmio de Jornalismo da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) lotou – respeitando os protocolos de distanciamento social – o salão social do Clube Comercial. O evento foi patrocinado pela Itaipu Binacional.

A solenidade contou com a presença de diversas autoridades locais, estaduais e nacionais. Na oportunidade, foi entregue o título de Benfeitor do Oeste ao governador Carlos Massa Ratinho Junior. O Prêmio Amop deste ano teve como tema “A luta do Oeste por um pedágio mais justo”.

Em seu pronunciamento, Ratinho Junior destacou que a marca de sua gestão é o diálogo, o respeito e a dedicação ao trabalho. “É uma grande honra receber o reconhecimento desta associação que representa uma das regiões mais produtivas do Paraná. Os 54 municípios que fazem parte da Amop têm uma importante participação na economia do Estado, principalmente na produção agrícola, a grande vocação do Oeste paranaense”, afirmou o governador.

O prefeito de Cascavel e presidente da Amop, Leonaldo Paranhos, afirmou que “É um momento muito especial, uma noite de reconhecimento ao governador do Estado, que tem sensibilidade e atende às nossas demandas. Acho importante a gratidão por aqueles que fazem o bem pela nossa região”, disse Paranhos.

PREMIAÇÕES - Na categoria Fotografia, o terceiro lugar ficou com Kauã Veronese, da Revista Aldeia, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “Pedágio: qual é a origem do mal?”. O segundo lugar foi para Luiz Felipe Max, do Portal Sot, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “As incertezas sobre o futuro das rodovias preocupam setor agrícola da região oeste”. Em primeiro ficou a jornalista Franciele Mota da Silva Diniz, do Jornal do Oeste, de Toledo, que apresentou o trabalho intitulado “As novas praças irão impactar as cidades, o que motiva o empresariado a articular por um valor que promova sustentabilidade econômica”.

Na categoria Rádio, o terceiro lugar ficou com os jornalistas Alan Chaves Borges e Tiago Izidoro Brito, da Rádio Catve Fm, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “Pedágios do Oeste: obstáculos financeiros aos estudantes na busca pela formação acadêmica”. O segundo lugar foi para o jornalista José Roberto Benjamim, da Rádio CBN, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “Após Oeste ampliar o debate, o novo modelo de pedágio alcança avanços importantes”. Em primeiro lugar ficou a jornalista Franciele Barbosa Tiem, da Rádio CBN, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “Do transporte ao consumidor final, os prejuízos que o pedágio traz para a região Oeste”.

Na categoria Impresso, o terceiro lugar ficou com o jornalista Jairo Eduardo Fabrício Lemos, da Revista Pitoco, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “Acaba a racionalidade”. O segundo lugar foi para as jornalistas Franciele Mota da Silva Diniz e Graciela Alves de Souza, do Jornal do Oeste, de Toledo, que apresentaram o trabalho intitulado “Tarifa x obras: entidades lutam para manter o Oeste em desenvolvimento”. Em primeiro lugar ficou a jornalista Janaí Meotti Vieira, do Jornal do Oeste, de Toledo, que apresentou o trabalho intitulado “O brado retumbante do Oeste modifica as cancelas”.

Na categoria Web, o terceiro lugar ficou com a jornalista Aline Cristina Pinto, do Portal R7/Ricmais, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “Pedágio: a luta diária de quem depende da estrada”. O segundo lugar foi para a jornalista Shara Karoliny Santos Miranda de Souza, do Portal Catve, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “Por trás das cancelas: o novo modelo de pedágio e o reflexo na vida dos trabalhadores”. Em primeiro lugar ficou a jornalista Rejane Martins Pires, da Revista Aldeia, de Cascavel, que apresentou o trabalho intitulado “Pedágio: qual é a origem do mal?”.

Na categoria Televisão, o terceiro lugar ficou com a jornalista Roberta Cunha e os cinegrafistas Anderson Prebianca e Daniel Bezerra, da RIC TV, de Cascavel, que apresentaram o trabalho intitulado “Pedágio: prejuízo ao agro do Oeste”. O segundo lugar foi para a jornalista Camila Regina Freitag e o cinegrafista Andrey Fernando Zoz, da Catve, de Cascavel, que apresentaram o trabalho intitulado "As histórias da BR 467: lutas e caminhos que se unem". Em primeiro lugar ficou o jornalista Luiz Haab e o cinegrafista Matheus Falkemback, da Catve, de Cascavel, que apresentaram o trabalho intitulado “O impacto do pedágio na sustentabilidade da produção, do transporte e do consumo de alimentos do Oeste do Paraná”.

Via: Assessoria Amop - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.