Cascavel

Novo mamógrafo digital começa operar na Uopeccan de Cascavel

O equipamento foi doado pelo Instituto Avon, organização não-governamental que atua...

21 nov 21 - 22h53 Redação SOT
Novo mamógrafo digital começa operar na Uopeccan de Cascavel

O Hospital do Câncer Uopeccan de Cascavel recebeu um novo mamógrafo, que reforçará a área de exames complementares e de apoio ao diagnóstico do câncer de mama. O equipamento foi doado pelo Instituto Avon, organização não-governamental que atua na defesa de direitos fundamentais da mulher por meio de ações e iniciativas do dessa neoplasia e no enfrentamento à violência contra mulheres e meninas.

“O Instituto Avon acredita que a detecção precoce e acesso oportuno a tratamentos de qualidade salvam vidas e trabalha para ajudar as mulheres a conhecerem o risco do câncer de mama, reconhecerem os sinais da doença e a saberem como agir. Manter a frequência dos exames de rotina é fundamental para garantir a nossa missão, que é colaborar para a diminuição do número de mortes pela doença no Brasil. Estamos felizes que, por meio da doação deste mamógrafo, contribuiremos para o aumento do potencial de realização de exames de rastreamento e diagnóstico e, desta forma, vamos colaborar com as brasileiras do município de Cascavel e seu entorno”, afirma Regina Célia Barbosa, gerente de causas do Instituto Avon.

Segundo o supervisor de engenharia clínica da Uopeccan, Thiago Mulinari, entre os benefícios do mamógrafo digital para o analógico estão, agilidade em obter as imagens e a praticidade na realização do exame. “O tempo de posicionamento do paciente para cada aquisição de imagem permanece o mesmo, mas o período desse processamento é muito mais rápido. Por exemplo, um exame de quatro aquisições, pode ser realizado em menos de 3 minutos, em comparação mamografia analógica, que chega a mais de 12”, explicou.

No mamógrafo analógico para execução da imagem é necessário utilizar um equipamento chamado CR, no qual converte a imagem analógica em uma computadorizada. Já o mamógrafo digital, ele próprio projeta instantaneamente, assim que feito o exame.

De acordo com estudos, a mamografia de rastreamento reduz em 30% a mortalidade por câncer de mama. “Através desse aparelho é possível oportunizar para que mais mulheres realizem o diagnóstico precoce, permitindo uma precisão apurada e trazendo segurança ao paciente e a equipe multidisciplinar. Além de oferecer atendimento de forma humanizada, com tecnologia avançada para melhor qualidade e rapidez”, destacou a gestora de serviço de saúde da Uopeccan de Cascavel Gladys Rodrigues.

Via: Assessoria Uopeccan - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.