Cascavel

Olimpíada do Consamu amplia união, integração e intercâmbio

Além da disputa em cinco modalidades (PCR Básico, PCR Avançado, Trauma Básico, Trau...

12 dez 21 - 20h30 Redação SOT
Olimpíada do Consamu amplia união, integração e intercâmbio

Realizada neste domingo (12), a 4ª Olimpíada do Consamu reuniu dezenas de samuzeiros de três consórcios regionais do Samu: o Ciuenp (Consórcio Intermunicipal de Urgência e Emergência do Noroeste do Paraná), o Ciruspar (Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgências do Sudoeste do Paraná) e o Consamu (Consórcio de Saúde dos Municípios do Oeste do Paraná). 

Além da disputa em cinco modalidades (PCR Básico, PCR Avançado, Trauma Básico, Trauma Avançado e Slalon), o evento contou com treinamento sobre procedimentos e simulação de acidente com ônibus e múltiplas vítimas. O Aeromédico do Consamu/Governo do Estado/Sesa, ao deixar o cenário de uma ocorrência real, pousou no campo da FAG e também participou da simulação, sem prejuízo ao atendimento real. 

Os vencedores da Categoria Suporte Básico de Vida (SBV) foram os representantes do Ciruspar, ficando na segunda colocação os representantes do Consamu e na terceira colocação os representantes do Ciuenp. Na Categoria Suporte Avançado de Vida (SAV), os vencedores foram os representantes Consamu, ficando na segunda colocação os representantes do Ciuenp. Eles receberam troféus e medalhas. 

De acordo com o enfermeiro Cleyber Henrique Santos, coordenador do NEP (Núcleo de Educação Permanente) do Consamu, o evento superou todas as expectativas. “Mais do que uma competição, a Olimpíada buscou a integração, o intercâmbio de conhecimentos e a unidade de procedimentos”, destacou. 

Conforme o enfermeiro Carlos Pereira, diretor de Enfermagem do Consamu, a ação é fundamental para que as equipes unifiquem protocolos, se preparem para situações-limite e corrijam erros que porventura ocorrem durante a atuação em uma ocorrência. “Somente assim estaremos prontos para situações que exigem o máximo de cada um de nós”, observou ele.

Para o doutor Rodrigo Nicácio, diretor técnico médico do Consamu, a Olimpíada permite um olhar mais apurado sobre o trabalho do samuzeiro, fundamental à sociedade. “É neste momento que podemos enxergar, de fora, como avaliar cenários com maior precisão, longe do calor da ocorrência, de forma precisa, item a item, e levar esses conhecimentos para o dia a dia da profissão”.

Via: Assessoria Consamu - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3cNjswL



Leia Também:
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.