Paraná

PCPR confecciona RG de bebê com doença rara em hospital de Ponta Grossa

Para tratar a doença, Letícia precisa tomar o medicamento antes dela completar dois...

14 ago 20 - 14h05 Luiz Felipe Max
PCPR confecciona RG de bebê com doença rara em hospital de Ponta Grossa

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) confeccionou o registro geral (RG) de uma bebê com doença rara, em um hospital de Ponta Grossa, região Centro Oriental do Estado, na quarta-feira (12). Letícia Raphaela Kremer Silvério, de sete meses, nasceu com atrofia muscular espinhal tipo 1 (AME) e precisava de uma carteira de identidade para arrecadar dinheiro para tratamento.  

O atendimento foi feito pela papiloscopista, Silvia Maria Ferreira, que coletou as impressões digitais da criança. A foto já havia sido produzida pela mãe, Belit Kremer, 19, junto com a  equipe médica. 

Os pais de Letícia abriram uma campanha virtual de arrecadação de dinheiro para compra de medicamentos. Mas, para que a doação se efetive é necessário que a bebê tenha contas em diversos bancos. “Poder ajudar a Letícia na busca da sua cura é uma grande felicidade e também uma forma de enxergarmos o alcance do nosso trabalho”, disse a papiloscopista da PCPR. 

Letícia é frágil e no dia 7 de junho teve uma parada respiratória por ter se afogado com a saliva. Depois de vários exames ela foi diagnosticada com a AME, uma doença neuromuscular rara, genética e com manifestações clínicas variáveis. É comum os pacientes apresentarem dificuldades motoras. 

CAMPANHA - Para tratar a doença, Letícia precisa tomar o medicamento antes dela completar dois anos de idade. 

A campanha virtual pretente arrecadar R$ 12 milhões de reis para a compra do remédio. O perfil da bebê nas redes sociais pode ser acompanhado pelo Facebook  Amealetícia e pelo Instagram @amealeticia. 

Via: Redação/Polícia Civil do Paraná - Foto: PCPR


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.