Cascavel

Ecoponto do Santa Cruz já reciclou 56 toneladas de materiais no primeiro mês de atividade

A estrutura de mais de 520 metros quadrados foi aprovada pela Cooperativa Cootacar....

28 ago 20 - 18h08 Redação SOT
Ecoponto do Santa Cruz já reciclou 56 toneladas de materiais no primeiro mês de atividade

Inaugurado há um mês, o Ecoponto do Santa Cruz está em plena atividade. No local, são centenas de quilos de materiais que estão sendo reciclados pelos 37 agentes da cooperativa Cootacar. E o resultado de tanto trabalho já está rendendo frutos, uma vez que foram reciclados 56 toneladas de materiais nesses primeiros dias de coleta. 

Conforme o gestor da cooperativa, Jonatas Barreto, esse primeiro balanço ainda não reflete todo o potencial do Ecoponto, isso porque os primeiros 15 dias foram de mudança para a nova sede e treinamento com os catadores. Por essa razão, a expectativa é que após esse período de adaptação os números da reciclagem aumentem significativamente. Mesmo assim, a coleta já foi ampliada, chegando aos bairros Siena e Veneza, além da área rural. “A gente acredita que o resultado será mais positivo que o valor que os catadores tiravam de rendimento no Ecolixo. Porém, ainda é um mês adaptativo, mas logo a Cooperativa estará mais engrenada”, pontua Jonatas. 

O Ecoponto foi criado com o objetivo de formalizar o segmento dos catadores e também de criar uma rede descentralizada de reciclagem em Cascavel. A estrutura de mais de 520 metros quadrados é ideal para que os agentes consigam desempenhar seu trabalho com maestria e em prol do meio ambiente, uma vez que a Linha de Triagem tem capacidade de reciclar diariamente até 4 toneladas de resíduos. 

O novo Ecoponto conta área operacional equipada com esteira de elevação de resíduos, esteira de triagem, esteira de rejeitos, mesa de triagem, prensa enfardadeira horizontal, paleteira, balança eletrônica, caçambas estacionárias e carrinhos de movimentação de big bags e fardos.

Toda essa estrutura foi aprovada pelos catadores, afirma Jonatas. “Melhorou bastante, primeiro porque recebemos empilhadeira do Município e equipamentos novos. Já o sistema de elevação da esteira facilita bastante a questão do processamento do material, então, agiliza um pouco mais. O resultado é positivo; a mudança para o Ecoponto é positiva. Além disso, há os outros anexos, como refeitório, banheiros, vestiário, essas áreas que ajudam muito na questão do suporte operacional para os catadores”, avalia. 

O investimento é de R$ 870.065,56, sendo que 90% desse valor foi custeado pela Itaipu Binacional, com 10% de contrapartida por parte do Município.

A unidade recebe os resíduos oriundos da coleta seletiva municipal. O material é triado, enfardado e, posteriormente, comercializado pelos catadores da Cootacar. Esse não é o único Ecoponto de Cascavel, uma vez que serão instalados também nos bairros Cascavel Velho, Quebec, Melissa e no Brasília, além do Ecoponto da Manaus, no Centro, que, futuramente, também será utilizado como Ecoponto Educativo para ensinar as crianças a importância da reciclagem.

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.