Cascavel

Cascavel: Ciências Contábeis da Unioeste desenvolve ação solidária em abrigo de idosos

Intitulado Contabilidade e a solidariedade com a “melhor idade”, o projeto teve iní...

01 set 20 - 21h19 Redação SOT
Cascavel: Ciências Contábeis da Unioeste desenvolve ação solidária em abrigo de idosos

Alunos do curso de Ciências Contábeis da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), do Campus de Cascavel, prestam assistência e afeto aos residentes do abrigo São Vicente de Paulo, em Cascavel. Intitulado Contabilidade e a solidariedade com a “melhor idade”, o projeto teve início em 2017 e faz parte da área de economia solidária, ligado à disciplina Ética Geral e profissional.

Com a pandemia do novo coronavírus, o projeto foi interrompido e voltará ao normal com a liberação pelos órgãos competentes, porém tomando todas as medidas restritivas exigidas, já que os idosos fazem parte do grupo de risco ao contágio da Covid 19.

A coordenadora do projeto, professora doutora Neiva Feuser Capponi, explica que o projeto tem como objetivo promover a integração da turma, ao proporcionar a solidariedade e a responsabilidade social e conhecer na prática aspectos da economia solidária. “Uma vez que a ética estimula o profissional a ter um olhar mais humano diante da sociedade atual; permitindo a integração entre a turma estabelecendo, desta forma, um legado de solidariedade entre todos”.

Neusa esclarece que conhecimentos em economia solidária permite que os acadêmicos tenham um olhar além do conhecimento técnico oferecido pelo curso. “Proporcionar essa partilha dos acadêmicos com o Abrigo São Vicente de Paula mostra que a Unioeste tem como linha a interação com a comunidade externa. Os benefícios ocorrem, inclusive por promover profissionais mais humanizados a partir destas interações sociais”.

Para a pesquisadora, a Unioeste, como Universidade de fato, deve solidificar-se no tripé ensino, pesquisa e extensão. Desta forma, consolida a interação do conhecimento com as causas que ocorrem além de seus muros, “permitindo que acadêmicos transformem o conhecimento adquirido em participação comunitária/voluntária, o que os dignificam para levar o saber ético e reflexivo com tudo e todos no dia-a-dia de sua profissão”.

Outros mimos

Além da doação de roupas, o grupo faz visitas e estabelece um vínculo de afeto com os moradores. Para se ter uma ideia, além da arrecadação, alunas também fazem unhas das moradoras, jogam dominó, baralho, quebra-cabeça, entre outros. “A interação foi excepcional, modificando inclusive o ambiente em sala de aula”, comemora a professora.

Fundado em 1977, o Abrigo São Vicente de Paulo, mantido pelas Irmãs Marcelinas, foi criado em 1977 e acolhe idosos encaminhados pelo Creas III (Centro de Referência e Assistência Social) ou encaminhado por familiares. A maior parte dos idosos que está no abrigo não tem família, por isso, as equipes de funcionários e também de voluntários tentam suprir essa falta. O abrigo tem capacidade de 30 pessoas e é mantido com doações e festas beneficentes. Hoje, o abrigo São Vicente de Paula é o único lugar de Cascavel regular para atender os idosos em vulnerabilidade.


O que é economia solidária

Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, "Economia Solidária (EcoSol) é um jeito diferente de produzir, vender, comprar e trocar o que é preciso para viver. Sem explorar os outros, sem querer levar vantagem, sem destruir o ambiente. A economia solidária respalda-se em ações de preservação do meio ambiente, de cooperação do bem comum da sociedade, de um modo resiliente, sob as premissas de cooperação, fortalecimento de grupos e ações pelo bem comum da sociedade.

O trabalho é organizado a partir de cooperativas, associações, clubes de troca, empresas auto gestionárias, redes de cooperação, entre outras, que realizam atividades de produção de bens, prestação de serviços, finanças solidárias, trocas, comércio justo e consumo solidário.

Em síntese, a economia solidária é o conjunto de atividades econômicas de produção, distribuição, consumo, poupança e crédito, organizadas sob a forma de autogestão, além de agregar produção, distribuição, consumo, poupança e crédito, organizadas sob a forma de autogestão. A economia solidária deve possuir as seguintes características: cooperação; autogestão; dimensão econômica e solidariedade.

Via: Assessoria Unioeste - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.