Cascavel

Primeiro levantamento do LIRAa aponta infestação de 2,5%

Índice está acima do preconizado pelo Ministério da Saúde e serve como alerta para...

21 jan 21 - 13h26 Redação SOT
Primeiro levantamento do LIRAa aponta infestação de 2,5%

O primeiro ciclo do Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa), realizado pela Vigilância em Saúde Ambiental, por meio do Setor de Controle de Endemias, apontou infestação 2,5%. Em relação ao primeiro levantamento realizado no ano passado, o índice melhorou, mas isso não pode ser motivo para deixar os cuidados de lado. Em 2020, o resultado do 1º LIRAa foi de 5,2%.

O índice é considerado como “médio risco”, de acordo com o Programa Nacional de Controle da Dengue, do Ministério da Saúde. O preconizado é que o índice fique abaixo de 1%.

O levantamento deste ano aconteceu de 18 a 20 de janeiro e foram inspecionados 4.346 imóveis, divididos em 10 áreas.

A maior prevalência de criadouros está no lixo - recipientes plásticos, sucatas, latas e entulhos -, com 29,2%, seguido pelos depósitos em solo, com 25,6%. Depois aparecem vasos e pratos, frascos com plantas, bebedouros de animais, entre outros. “Isso chama atenção, pois são os criadouros dentro das residências”, diz Clair Wagner, gerente da Divisão de Vigilância em Saúde Ambiental.

Ações - A secretaria de Saúde mantém as ações de orientação, informação e inspeção de combate ao Aedes aegypti, com o objetivo diminuir os índice de infestação e reduzir a possibilidade da transmissão das doenças transmitidas por este vetor em Cascavel.

A Vigilância em Saúde Ambiental, por meio do Setor de Controle de Endemias, está programando para os próximos dias ações nas regiões que apresentaram o maior o índice de infestação.

“É de responsabilidade de cada cidadão o cuidado com o seu imóvel, pois observa-se que o maior índice de infestação permanece em residências.Combater a dengue é um dever de todos", enfatiza Clair.

A área 10, que compreende os bairros Padovani, Jardim União, Santa Catarina, Faculdade I e II, Universitário, Turisparque, Veredas, Cascavel Velho, Jardim Itália I e II, Veneza, Presidente e Aquarela, foi a que apresentou a maior infestação. Nesses locais foram vistoriados 440 imóveis e o índice ficou em 4,5%.

Já a área 8, que engloba os bairros Pioneiros Catarinense, Acácia, Neva ,Vila Tolentino, Parque São Paulo, Parque Taquiníneo, Maria Luíza e Itamarati apresentou a menor incidência. Foram constatadas infestações em 0,9% dos 433 imóveis vistoriados.

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.