Cascavel

Carnaval Seguro: 49,13% das autuações são vinculadas à falta de CNH ou condução sob efeito de álcool

Durante as sete noites de operações integradas foram realizados 14 pontos de bloque...

17 fev 21 - 14h03 Redação SOT
Carnaval Seguro: 49,13% das autuações são vinculadas à falta de CNH ou condução sob efeito de álcool

A Operação Carnaval Seguro chegou ao fim na madrugada desta quarta-feira (17) com o registro de cem autuações classificadas como gravíssimas; 15 como graves e apenas uma leve segundo o Código de Trânsito Brasileiro entre as 116 autuações lavradas de forma integrada no perímetro urbano de Cascavel pela Transitar, Guarda Municipal e Polícia Militar.

O que chama atenção é o fato de que a maior parte dessas infrações se referem a condutores dirigindo sem habilitação (31); com CNH cassada (10); permitir direção de veículos a condutor sem CNH (11); condutor com CNH cassada (1), ou condutores dirigindo sob influência de álcool (4), totalizando 57, o que representa 49,13% dos 116 registrados durante a Operação, "todas essas atitudes que colocam em risco a segurança não apenas do condutor mas de todos os usuários da via, o que corrobora a necessidade de realizar ações que visem à conscientização dos motoristas quanto à responsabilidade individual do comportamento no trânsito, o que reflete na segurança viária”, avalia a presidente da Transitar, Simoni Soares.

Durante as sete noites foram abordados 440 veículos - 302 automóveis e 138 motocicletas - em 14 pontos de bloqueios descentralizados. As forças integradas de segurança estiveram em oito bairros e seis áreas centrais, todos estrategicamente definidos com base nos registros de imprudência cometidos por motoristas, que traz insegurança para a comunidade como um todo.

“Foi um trabalho excepcional, realizado de forma conjunta, inclusive com apoio à Operação Vida da Polícia Militar nas noites de sexta (12) e de sábado (13), o que aumentou a sensação de segurança nas vias; isso refletiu no aumento de pedidos por mais fiscalização por parte da população, que passou a nos acionar denunciando abusos e solicitando a presença em alguns bairros onde a imprudência ameaça a vida e o patrimônio dos moradores e demais usuários da via”, complementa a presidente da Transitar.

14 pontos estratégicos de bloqueio

De quinta (11) até essa noite foram realizados bloqueios no Bairro Clarito (Av. Papagaios); Santa Cruz (Rua Xavantes x Rua Tupis e Avenida Brasil x Rua Xavantes); Brasmadeira (Rua Leonardo da Vinci x Maria Tereza Figueiredo); Jardim Itália (Rua Áustria x Rua Itália); Floresta (Rua Tangará); Alto Alegre (Tancredo Neves, nº 1010) e Universitário (Av. Carlos Gomes, nº 1155). Na área central, foram abordados condutores na Rua Paraná x Rua Manoel Ribas; Rua Paraná, 4041; Av. Brasil, 8081; Av. Brasil x Rua Pio XII; Rua Marechal C. Rondon x Rua São Luiz e Rua Paraná x Rua Pio X II.

Intensificação do trabalho: mais 22 pontos de Operações Coordenadas

A aprovação da fiscalização pela comunidade levou a Divisão de Gestão de Trânsito a definir, junto com as demais forças de segurança, pela manutenção periódica das operações coordenadas, principalmente em bairros. De acordo com o encarregado do Setor de Fiscalização de Trânsito da Transitar, Walmir de Paula, as Operações Coordenadas “visam à redução de velocidade na via em pontos com maior incidência de acidentes de trânsito e locais com relatos de imprudência denunciados à Transitar, em especial àqueles apontados pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar, considerando que esses são responsáveis pelos atendimentos de acidentes com vítima, por isso serão realizadas periodicamente”.

Com base nisso, serão realizadas ações em pelo menos 22 pontos nos próximos dias, dentre eles Avenida das Pombas; Rua Ipanema; Binário Kennedy x Rua Flamboyant; Antonina x Rua Piquiri; Minas Gerais x Antônio Alves Massaneiro; Rocha Pombo x Avenida Brasil; Papagaios x Altemar Dutra; Rua Universitária x Cardoso x Volochem; Rua Gandhi x Santa Cruz; Rua Itália x Rua Áustria; Rua Xavantes x Rua Tamoyos; Xavantes x Tupis; Papagaios x Maracaí; Europa x Vinicius de Moraes, entre outras que possam vir a ser demandadas pelos órgãos de fiscalização ou por meio de denúncias no canal de Ouvidoria da Fiscalização de Trânsito pelo Whatsapp (45) 99135-5207, todas visando, principalmente, à redução de velocidade na via.

No trânsito, sua responsabilidade salva vidas!

Paralelamente à fiscalização, a Transitar intensificou as ações educativas de trânsito, com base no tema nacional "No Trânsito, sua responsabilidade salva vidas”!, que segue a resolução do Conselho Nacional de Trânsito para 2021. Na semana passada, com a Operação Moto Segura descentralizada em três dias, mais de 300 motociclistas foram orientados.

Esta semana, a segurança no trânsito está focada no modal bicicleta como meio de transporte, com o Programa Ciclista Cidadão. Hoje (17) das 18 horas às 19 horas haverá ação educativa na ciclovia da Avenida Brasil com a Rua Jacarezinho - Estação Cidadania.

De acordo com a educadora de Trânsito da Transitar, Luciane de Moura, o objetivo é, a cada semana, trabalhar um modal de trânsito, pois a imprudência tem sido um dos fatores que tem elevado os índices de acidentes. Na próxima semana serão os condutores de automóveis.

“Temos constatado, e os números têm mostrado, que a questão comportamental e de consciência relacionada ao trânsito está interferindo nos índices de sinistros, apesar das campanhas educativas intensificadas. O cidadão não está preocupado com o seu papel no trânsito, desrespeitando as leis, o que coloca em risco a vida de todos”, destaca Luciane.

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.