Cascavel

Meio Ambiente de Ubiratã conhecem estrutura dos Ecopontos e do Aterro Sanitário de Cascavel

Nesta quinta-feira (25), o Secretário Nei Haveroth recepcionou os integrantes do mu...

25 mar 21 - 17h51 Redação SOT
Meio Ambiente de Ubiratã conhecem estrutura dos Ecopontos e do Aterro Sanitário de Cascavel

A separação do lixo produzido pelos cidadãos é uma preocupação constante dos gestores públicos para que possa atingir os objetivos da Organização de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a qual elenca em um dos seus propósitos a destinação correta de cada resíduo gerado pela população. Nesta quinta-feira (25), representantes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Ubiratã foram recepcionados pelos gestores da SEMA para conhecerem  os processos de coleta e destinação do lixo junto aos Ecopontos e também no Aterro Sanitário de Cascavel.

A Engenheira Ambiental, Juliana Bispo Santiago Piva e a Primeira-Dama do Município, Luciane Munhões Dalecio visitaram os espaços sob a gestão da Secretaria do Meio de Ambiente de Cascavel. “A visita à SEMA é sempre importante no que tange ao reconhecimento do trabalho desempenhado por toda a secretaria, em especial neste caso, os Ecopontos e também no Aterro Sanitário”, destacou o secretário Nei Haveroth.

A coordenadora da Educação Ambiental, Indialara Rossa, o assessor de gabinete, José Carlos Costa (Cocão), o diretor do Departamento de Educação Ambiental e Bem Estar Animal, Ailton Lima também acompanharam a visita das representantes do Meio Ambiente de Ubiratã.

Ecopontos - Atualmente, o município conta com os Ecopontos dos bairros Santa Cruz, Melissa e Jardim Veneza. Os locais são administrados por cooperativas de coleta de recicláveis habilitados por Chamamento Público.

Cerca de 300 toneladas por mês são recebidas e processadas pelos três ecopontos do município. Neste ano, o município irá contemplar outras regiões com locais de processamento de materiais recicláveis: bairro Brasília;  Jardim Quebec e o antigo Ecolixo da rua Manaus.

A estrutura do Ecolixo abrigará o Centro Municipal de Educação Ambiental, além de uma Oficina Social – para recuperação de volumosos. (Móveis descartados)

Aterro Sanitário - De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente, o aterro recebe todos os meses mais de 7600 mil toneladas de lixo doméstico por mês. Ao mesmo tempo, o local é também fonte de energia sustentável, a partir de geradores instalados no aterro.

Todos os meses, 90 mil KW/h de energia são produzidas em média e que abastecem 20 unidades consumidoras, entre elas: a Secretaria do Meio Ambiente, parques, praças, Zoológico, Lago Municipal, algumas escolas municipais e unidades de Saúde. Com isso, o município economiza mais de 800 mil reais por ano com a conta de energia nesses locais.

O destaque fica por conta do Praça do Migrante, onde lá a energia é 100% gerada pelo aterro sanitário, fazendo com que a conta de energia seja zerada.

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.