Cascavel

Câmara aprova com urgência prioridade aos educadores na ordem de vacinação

O PLO 50/2021 prioriza a vacinação para profissionais das redes públicas e privadas...

27 abr 21 - 18h14 Redação SOT

A Câmara Municipal aprovou por unanimidade, em duas sessões extraordinárias realizadas nesta terça-feira (27), o Projeto de Lei nº 50/2021, que “inclui os professores e funcionários dos estabelecimentos públicos e privados da educação básica e do ensino superior na 2ª fase do grupo prioritário do Plano de Operacionalização da vacinação contra a covid-19”. O projeto segue agora para o prefeito Leonaldo Paranhos (PSC), que deve sancioná-lo e promulgá-lo imediatamente como lei.

O PLO 50/2021 prioriza a vacinação para profissionais das redes públicas e privadas de educação básica, que inclui todos os profissionais na ativa dos estabelecimentos de educação infantil (creches e pré-escolas), ensino fundamental, ensino médio, ensino profissionalizante e educação de jovens e adultos, além dos que atuam nas instituições de ensino superior. A Secretaria de Saúde deve descrever no Plano de Operacionalização da Vacinação a ordem de vacinação dos estabelecimentos, de acordo com critérios epidemiológicos de incidência em cada localidade.

Repercussão entre os vereadores

Valdecir Alcântara (Patriota): “Quero parabenizar o Executivo por dar essa oportunidade a essas pessoas, que são a linha de frente na questão da educação. Com essa vacinação, pode ter certeza que os professores vão poder vir com um pouco mais de segurança para trabalhar”.

Misael Junior (PSC): “Acho que estamos dando um passo correto com a vacinação dos professores e funcionários, que compõem tanto a rede pública quanto da privada, dando a possibilidade da volta às aulas. É um deseja da grande maioria das pessoas, dos pais que tem suas crianças em casa, e dos próprios professores que querem a aula presencial. Sem dúvida, um modelo que será copiado no restante do Paraná”.

Sadi Kisiel (PODE): “Apreciamos em sessão extraordinária devido à importância desse projeto. Para os professores que lidam todos os dias com as crianças, e isso leva também um pouco de tranquilidade para os pais, para que eles possam mandar com um pouco mais de confiança as crianças para estudarem”.

Dr. Lauri (PROS): “Eles são um grupo de risco, podemos dizer assim, e devem ser trazidos à prioridade. E por isso o Poder Executivo enviou esse projeto à Câmara, que com certeza iria aprová-lo por unanimidade”.

Secretários comemoram aprovação

Secretária de Educação Márcia Baldini: “Foi muito rápida e muito bem organizada essa votação. Estou muito feliz e queria agradecer ao prefeito Leonaldo Paranhos pelo envio do projeto e ao presidente Romulo Quintino por ter organizado uma apreciação tão rápida desse projeto. E agradeço aos vereadores por terem aprovado. É algo que tem um valor imensurável para Cascavel, para o retorno da educação com segurança”.

Secretário de Saúde Miroslau Bailak: “Este projeto vai trazer uma grande conquista para os nossos professores. Iniciou-se com uma preocupação do prefeito Leonaldo Paranhos, que há uns quatro meses atrás já disse que queria que os professores fossem vacinados para que os alunos pudessem retornar para a escola em um ambiente um pouco mais tranquilo. Essa preocupação resultou nesse projeto de lei e agora, com essa aprovação, nós poderemos modificar nosso Plano Municipal de Imunização e ir em busca dessas doses necessárias ou redistribuir dentro dos grupos, para que a gente possa vacinar essa categoria tão importante”.

Via: Assessoria de Imprensa/CMC- Foto: Flavio Ulsenheimer


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.