Cascavel

Com apoio do Estado, hospital de Cascavel é habilitado para transplante de rim

Proposta foi articulada pela Secretaria estadual da Saúde e aprovada pela Comissão...

07 set 23 - 14h12 Redação SOT
Com apoio do Estado, hospital de Cascavel é habilitado para transplante de rim

O Ministério da Saúde (MS) publicou nesta quarta-feira (6) a portaria de habilitação para que o Hospital do Câncer de Cascavel (Uopeccan) possa realizar transplante de rim. A proposta teve articulação e apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), e foi autorizada e aprovada pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), recebendo parecer favorável do Sistema Nacional de Transplantes (SNT). A unidade já é referência na região para os transplantes de fígado e medula.

Anteriormente, o serviço era prestado pelo Hospital do Coração Nossa Senhora da Salete, que encerrou as atividades em outubro do ano passado. “Nos empenhamos para que esse processo fosse efetivado o mais breve possível. O grande objetivo da atual gestão do governo estadual é levar atendimento de qualidade para perto do usuário do SUS. A implantação deste serviço no Uopeccan, além de salvar vidas, representa uma importante contribuição para a regionalização da saúde no Estado”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto.

Atualmente, 1.925 pacientes aguardam na fila por um transplante de rim no Paraná. No ano passado, o Sistema Estadual de Transplantes (SET) registrou 471 procedimentos realizados, sendo 21 na macrorregional de Cascavel – feitos pelo Hospital Nossa Senhora de Salete, que só parou de funcionar em outubro, e pela Policlínica de Pato Branco.

Neste ano, até o mês de agosto, 318 transplantes foram efetivados em todo Estado, sendo 12 na macrorregional Oeste.

“Esperamos que com a habilitação da unidade e o número de procedimentos ampliados, ocorra a queda no número de pacientes que aguardam pelo procedimento. Seguimos trabalhando para que os usuários que necessitam do transplante possam realizar no menor tempo possível e com toda excelência do serviço prestado em todo Paraná”, afirmou o secretário. 

SISTEMA ESTADUAL – Atualmente o SET possui 13 Centros Transplantadores de Rim distribuídos nas quatro macrorregionais do Estado. Essa configuração garante um acesso facilitado aos pacientes, permitindo que o atendimento ocorra próximo às residências. O Paraná é um dos estados que mais transplanta rim no Brasil: em 2022 atingiu a marca de 40,4 por milhão de população (pmp), enquanto a média nacional é de 24,9.

COMO FUNCIONA – O candidato a transplante de rim é aquele que está fazendo hemodiálise. Ele deve ser encaminhado para uma avaliação em um serviço transplantador tão logo inicie o tratamento dialítico a fim de verificar a necessidade de indicação para transplante. Após essa etapa, tendo a indicação do procedimento, ele será cadastrado na lista de espera no Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde e aguardará por um doador compatível.

Via: Agência de Noticias do Paraná - Foto: Gilson Abreu/AEN


Envie sugestões de Pautas, Fotos, Videos, ou Participe do grupo no WhatsApp ou do nosso Canal no Telegram receba as principais notícias do oeste do Paraná em primeira mão! 

CANAL NO WHATSAPP  -  CANAL DO TELEGRAM - GOOGLE NEWS 



Leia Também:
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.