Cascavel

Sucesso do Summit Iguassu Valley reflete união e força de ecossistema

Atualmente, sete municípios estão conectados ao movimento, todos trabalhando juntos...

19 jun 24 - 23h02 Redação SOT
Sucesso do Summit Iguassu Valley reflete união e força de ecossistema

Cerca de 2,7 mil pessoas, do Brasil e exterior, participaram dias 13 e 14 de junho, no Grand Carimã Hotel, em Foz do Iguaçu, do 2º Summit Iguassu Valley. Jadson Siqueira, diretor da Acic para Assuntos de Inteligência para o Desenvolvimento, fez uma síntese do evento na manhã desta quarta-feira durante reunião de diretoria da associação comercial e industrial, e afirmou que o sucesso do Summit é o reflexo da união, força e sinergia do ecossistema de inovação do Oeste do Paraná.

O presidente da Acic, Siro Canabarro, parabenizou os organizadores e lembrou dos desafios, vencidos no passado, de integrar a região no Iguassu Valley. “A estratégia adotada foi muito simples. Temos uma atração mundialmente reconhecida (Cataratas do Iguaçu) e então era só colar o ecossistema nela para que a expansão do projeto fosse potencializada”. A Acic, bem como a Acit, de Toledo, deu importante contribuição no início e consolidação do movimento, lembrou Jadson, destacando também a junção de forças do SRI (Sistema Regional de Inovação), do POD, com o Iguassu Valley.

Atualmente, sete municípios estão conectados ao movimento, todos trabalhando juntos para tornar o Oeste referência nacional e mundial em inovação. Uma das conquistas que mostram que a direção é a correta foi o prêmio que o Iguassu Valley recebeu, da CNI e Sebrae, de melhor ecossistema consolidado do Brasil, vencendo projetos estruturados em grandes centros, como Campinas e Curitiba. Além de ser formado por empreendedores, o Iguassu Valley tem visão de longo prazo, é apolítico e conta, além de empresas, com a participação de órgãos públicos e instituições de ensino.

O evento - Inúmeras atrações abrilhantaram o Summit, como palestras com nomes nacionais, workshops, oficinas e até uma mostra científica. “Os resultados são muito bons e queremos agradecer a todos que patrocinaram, apoiaram e confiaram nesse projeto”, diz Jadson Siqueira.

O sócio-fundador da Easy Dots (cartão-ponto eletrônico), de Cascavel, Murilo Brunetto, fala da importância de ter participado: “Tivemos sete reuniões com potencial para agregar receita de R$ 1,2 milhão por ano em nossa empresa. Conseguimos a expansão de três contratos, que podem triplicar o valor dessas parcerias e ainda, com a Prefeitura de Cascavel, fechamos um acordo de cessão do nosso software para a gestão de uma entidade social. Também comercializamos inúmeros equipamentos de reconhecimento facial”. Murilo informa a empresa prestigia, em média, 15 eventos por ano e que esse foi o melhor do qual já participaram.

Via: SOT/Luiz Felipe Max - Foto: Divulgação


Envie sugestões de Pautas, Fotos, Videos, ou Participe do grupo no WhatsApp ou do nosso Canal no Telegram receba as principais notícias do oeste do Paraná em primeira mão! 

CANAL NO WHATSAPP  -  CANAL DO TELEGRAM - GOOGLE NEWS 



Leia Também:
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.