Cascavel

Inverno e câncer: pequenos cuidados ajudam a tornar o frio mais seguro

Pacientes oncológicos podem manter a saúde física e emocional com uma rotina que in...

20 jun 24 - 09h00 Redação SOT
Inverno e câncer: pequenos cuidados ajudam a tornar o frio mais seguro

O inverno só chega oficialmente no dia 21 de junho, mas as baixas temperaturas já deram as caras por aqui e, com elas, algumas preocupações. Embora o frio mude a rotina de todos, para os pacientes oncológicos ele se torna um desafio a mais para manter a saúde e o bem-estar em dia. A boa notícia é que, com alguns cuidados e pequenas mudanças na rotina, é possível enfrentar a estação mais fria do ano com conforto e segurança.

Fábio Henrique de Araújo, oncologista do CEONC Hospital do Câncer em Cascavel, explica que o problema do inverno está na transição calor-frio. “Normalmente buscamos ambientes fechados, com ar-condicionado, e nessa alternância de temperatura, seja de manhã ou de tarde, nossa imunidade acaba diminuindo”, diz ele. O resultado são os resfriados. “Para todos, esse choque não é indicado, mas os pacientes em tratamento oncológico têm mais chances de ficar gripados porque a resposta inflamatória do organismo se torna um pouco mais deficiente. Isso ocorre porque mobilizamos toda a energia para manter a temperatura corporal”, explica o médico.

Além de cuidar para não ter choque térmico ao mudar de ambientes, outra recomendação do doutor Fábio é evitar aglomerações em locais fechados. Isso porque, no inverno, as viroses se espalham mais facilmente devido ao maior número de pessoas reunidas em espaços fechados. “É importante manter os ambientes bem ventilados e evitar extremos de temperatura, mantendo o ar entre 22 e 26 graus", orienta.

Alimentação e hidratação essenciais - Embora o frio diminua nosso apetite por saladas e alimentos mais frios, eles precisam continuar fazendo parte da alimentação saudável. Segundo o médico, é importante que pacientes e também os familiares continuem consumindo alimentos ricos em vitaminas e minerais, como verduras e legumes. “Preferimos alimentos mais calóricos no inverno, mas não devemos esquecer das saladas e alimentos frescos que ajudam a manter nossa imunidade".

Outra dica é ficar atento ao consumo de líquidos, que também acaba sendo menor no inverno. A hidratação contínua é vital, mesmo que a sensação de sede diminua. Caso a água mais fria seja menos interessante, pode-se continuar bebendo chás, cafés com leite e sopas. 

“Além de combinar muito bem com dias frios, eles ajudam a manter nosso corpo hidratado”, orienta Fábio.

Corpo em movimento - Manter o corpo em movimento é outra dica para enfrentar o inverno com qualidade de vida. A prática de atividades físicas é recomendada mesmo nos dias mais frios, pois além de ajudar a manter a temperatura corporal, contribui no controle do peso, já que no inverno acabamos ingerindo alimentos mais calóricos para manter a temperatura do corpo elevada.

Mas, segundo o doutor Fábio, é importante se agasalhar bem antes e depois dos exercícios para evitar variações bruscas de temperatura. “É preciso evitar sair de manhã cedo ou em horários muito frios; é preferível fazer exercícios em ambientes com temperatura controlada".

Não esqueça da pele - Os cuidados com a pele não devem ser esquecidos durante o inverno. Mesmo com o sol mais fraco e sendo um atrativo para aquecer, a pele merece o mesmo cuidado que no verão. “Além da incidência de raios UV, que requer uso de protetor solar diariamente, o vento frio é outro fator de preocupação”, esclarece o oncologista do CEONC.

Como a pele é a primeira barreira contra o frio, precisamos mantê-la bem cuidada. Além disso, os lábios devem ser protegidos com protetor labial para evitar rachaduras.

Vacine-se! - A vacinação contra a gripe é outra medida indicada, especialmente para pacientes oncológicos com mais de 60 anos e crianças pequenas. "A vacina não impede a gripe, mas reduz significativamente o risco de complicações graves como a pneumonia”, explica Fábio. Manter o calendário vacinal em dia é fundamental para prevenir doenças mais sérias.

Aproveite para socializar! - No frio, é comum a gente optar por permanecer mais tempo recolhido, em casa. Com menor exposição ao sol, há uma tendência ao isolamento, que pode levar à depressão. A orientação dos especialistas é manter uma rotina ativa, socializar e envolver-se em atividades que promovam o bem-estar. “Temos que evitar ambientes sem ventilação e aglomerados, mas aproveitar a estação para organizar encontros familiares e momentos de convivência é benéfico”.

Socializar com alimentos típicos da estação, como pinhão e canjica ou uma janta à base de canja ajuda a manter a integração familiar e a enfrentar o frio de forma mais acolhedora. “Com cuidados, é possível manter a saúde física e emocional mesmo nos dias mais gelados”, finaliza Fábio.

Via: Assessoria CEONC Hospital do Câncer - Foto: Divulgação


Envie sugestões de Pautas, Fotos, Videos, ou Participe do grupo no WhatsApp ou do nosso Canal no Telegram receba as principais notícias do oeste do Paraná em primeira mão! 

CANAL NO WHATSAPP  -  CANAL DO TELEGRAM - GOOGLE NEWS 



Leia Também:
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.