Cascavel

Coopavel e Biopark dialogam de olho no êxito de futuras parcerias

A caravana foi recebida pelo presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, pelo coordenador...

26 jun 24 - 07h41 Atualizado 26 jun 24 - 10h42 Redação SOT
Coopavel e Biopark dialogam de olho no êxito de futuras parcerias

Uma comitiva do Biopark, de Toledo, esteve em Cascavel nesta terça-feira, 25, para conhecer mais sobre a importância do agronegócio, das possibilidades de demandas e parcerias com a cooperativa e sobre um dos maiores eventos de transmissão de conhecimentos agropecuários do mundo. A caravana foi recebida pelo presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, pelo coordenador do Show Rural, Rogério Rizzardi, e por alguns dos gerentes de áreas da cooperativa.

Dilvo agradeceu a presença dos integrantes da comitiva e apresentou números e comparativos do agro brasileiro e mundial. A cadeia do agronegócio responde por 25% do Produto Interno Bruto nacional. A previsão de safra neste ano é de 297 milhões de toneladas, grãos cultivados em cerca de 79 milhões de hectares, equivalentes a 11% da área territorial do País.

Em 34 anos, a partir de 1990, a produtividade cresceu, em média 5% ao ano, contra aumento de 111% na área plantada em todo o período. “Podemos dobrar a área destinada à produção de alimentos sem tocar em uma única árvore da Amazônia”, destacou Dilvo. O Brasil é o país que mais preserva e mais preservado da atualidade. Sessenta por cento do seu território está intacto. A previsão para os próximos anos, segundo ele, é de o País consolidar-se como o maior exportador de alimentos do mundo, com produção superior a 400 milhões de toneladas até 2030.

Áreas de negócios - Um dos principais interesses dos representantes das empresas incubadas no Biopark, nesse contato inicial com a Coopavel, foi conhecer áreas de negócios, como logística, agroindústrias, Espaço Impulso, Tecnologia da Informação, meio ambiente, marketing, manutenção, qualidade, entre outras. “Essa aproximação abre possibilidades de análise de demandas para que essas empresas possam vir a trabalhar em conjunto com a cooperativa”, observa o gerente de TI, Rogério Aver.

Show Rural - Rogério Rizzardi, por sua vez, lembrou que eventos como o Show Rural, primeiro em seu formato, dão expressiva parcela de colaboração ao desenvolvimento das atividades de uma cadeia diversificada. Inspirado na Farm Progress Show, dos Estados Unidos, ele começou com apenas 15 empresas e 110 visitantes e em sua edição mais recente, em fevereiro de 2024, reuniu quase 400 mil pessoas e movimentou mais de R$ 6 bilhões em negócios.

O Show Rural foi planejado para ser uma ampla vitrine de demonstração das novidades tecnológicas e inovações para o produtor rural produzir com mais eficiência, sustentabilidade e rentabilidade. Trinta e seis anos depois, são diversos os eventos semelhantes nas mais diferentes regiões, aproximando agricultores e pecuaristas de conhecimentos criados para otimizar desempenho e resultados.

Inverno - De 27 a 29 de agosto, destacou Rizzardi, acontecerá a quinta edição do Show Rural Coopavel de Inverno, voltado às culturas desenvolvidas para os meses frios do ano. Mais de 40 cultivares vão ser apresentadas a produtores interessados em melhorar a performance de suas propriedades rurais.

“Esse é o maior palco da triticultura nacional. Aqui, por três dias, os visitantes encontrarão cultivares com enorme capacidade de produção, de até seis mil quilos hectare, mais que o dobro da média da produção brasileira”, diz o presidente Dilvo Grolli. Os membros da comitiva de Toledo também puderam tirar dúvidas sobre os temas apresentados.

Via: Assessoria Coopavel - Foto: Divulgação


Envie sugestões de Pautas, Fotos, Videos, ou Participe do grupo no WhatsApp ou do nosso Canal no Telegram receba as principais notícias do oeste do Paraná em primeira mão! 

CANAL NO WHATSAPP  -  CANAL DO TELEGRAM - GOOGLE NEWS 



Leia Também:
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.