Policial

Clínica estética em Toledo aplicava injeções sem autorização e realizava golpes, investiga Polícia

A investigação continua e a polícia acredita que existam mais vítimas.

09 jul 24 - 16h39 Atualizado 09 jul 24 - 16h40 Redação SOT

Toledo, PR - Uma investigação da 20ª Subdivisão Policial de Toledo (20ª SDP) revelou que uma clínica estética da cidade, operava de forma ilegal e aplicava injeções em clientes sem autorização. O casal responsável pela clínica, que já respondia por crimes em outros municípios, é suspeito de realizar procedimentos estéticos sem qualificação e lesar vítimas com golpes.

A investigação teve início após duas vítimas registrarem Boletins de Ocorrência (B.Os) relatando lesões após procedimentos na clínica. Segundo o delegado-adjunto da 20ª SDP, Rodrigo Baptista Santos, o casal não possui formação ou autorização para aplicar injeções.

Apurações revelaram que o casal já atuava ilegalmente em Marechal Cândido Rondon-PR e Palotina-PR entre 2018 e 2020, respondendo por estelionato, exercício ilegal da medicina e lesão corporal. Em Toledo, três inquéritos foram abertos, incluindo um caso de 2022 em que uma vítima teve queimaduras na barriga após um procedimento estético.

As vítimas relataram que não sabiam o conteúdo das injeções, que variavam de R$ 20 mil a R$ 36 mil. Ao menos quatro vítimas em Toledo já denunciaram os procedimentos realizados pelo casal. Uma delas relatou ter recebido entre 80 e 100 injeções durante os procedimentos.

Em uma busca na clínica, foram apreendidas ampolas de medicamentos e seringas. A Vigilância Sanitária também foi acionada e autuou o local por três infrações. Apesar de assinar um documento em cartório negando a realização de procedimentos injetáveis, as vítimas afirmam ter recebido as injeções.

O registro no Conselho Regional de Biomedicina (CRBM) apresentado pela mulher responsável pela clínica era referente a outro profissional. Ela se identificava como terapeuta holística e apresentou um certificado de um curso realizado em 2003, sem detalhar o conteúdo da formação.

O casal foi interrogado e negou as acusações, contrariando os relatos das vítimas. A investigação continua e a polícia acredita que existam mais vítimas. Os suspeitos respondem em liberdade, mas novos desdobramentos das investigações podem levar à prisão dos envolvidos.

Via: SOT/Luiz Felipe Max - Foto: Toledo News


Envie sugestões de Pautas, Fotos, Videos, ou Participe do grupo no WhatsApp ou do nosso Canal no Telegram receba as principais notícias do oeste do Paraná em primeira mão! 

CANAL NO WHATSAPP  -  CANAL DO TELEGRAM - GOOGLE NEWS 



Leia Também:
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.