Cascavel

Sistema de Saúde em Colapso: Veja um panorama dos atendimentos na Região Oeste

O sistema de saúde do Paraná entrou em colapso, ou seja a capacidade de atendimento...

20 fev 21 - 16h45 Atualizado 20 fev 21 - 16h51 Redação SOT

Neste sábado (20), a procura pelos serviços de saúde continua altíssima, principalmente pacientes com sintomas de Coronavírus. Em Corbélia por exemplo, nas últimas 24 horas foram atendidas mais de 50 pessoas com sintomas da doença. A Secretária de Saúde Cleide dos santos messias, estima que este número dobre até segunda-feira.  

O sistema de saúde do Paraná entrou em colapso, ou seja, a capacidade de atendimento chegou ao limite máximo. Ainda assim O governo do estado se esforça para aplacar esse momento dramático, mas neste sábado não há disponível nenhuma vaga de uti.  

O secretário de saúde do Paraná beto preto, chegou a emitir uma nota, agora apouco para alertar que os próximos 30 dias serão os mais severos e tristes. Na nota ele diz: “Pelo que os especialistas afirmam, a partir de amanhã teremos, no mínimo 30 dias difíceis, de muita dor, de muitas perdas e só temos um remédio para tentar diminuir tudo isso - realizando de forma séria e muito cuidadosa o isolamento social. Portanto, conversem com os amigos e familiares, não faça visitas... Não coloque a vida de parentes e amigos em risco. O contágio é gigantesco e pode vir no ar. depois em outro trecho ele diz: Fé em Deus! Esperamos que depois que tudo passar, possamos voltar melhores... Muita coisa precisa mudar dentro de nós e no mundo!". 

Já Cascavel, Secretário de Saúde, Thiago Stefanello, pediu que toda a população aumente os cuidados e as medidas preventivas ao novo coronavírus, evite aglomerações, use máscara, mantenha os ambientes ventilados, lave as mãos com frequência e, se possível, que fique em casa.

Em Santa Tereza do Oeste, o número de casos explodiu ainda na sexta-feira (19) e desde então não há mais nenhuma vaga para internamento de média e alta complexidade. Essa demanda reprimida está concentrada no pronto atendimento da cidade que se mostra completamente sufocado.

A situação de extrema emergência obrigou o prefeito Elio Marcinialk a se reunir com a equipe da secretaria de saúde para discutir medidas que devem ser tomadas nas próximas horas. Alguns desses entendimentos, já estão sendo colocados em prática desde o meio dia de hoje. 

Ficou acertado que neste domingo (21), a tarde a equipe volta a se reunir para avaliar as medidas. Já há unanimidade entre o grupo que é preciso restringir uma série de atividades. O prefeito admite por exemplo editar um decreto, amanhã mesmo, restringindo a presença de pessoas, em bares, restaurantes, igrejas, lanchonetes e esses pontos de encontro que há na cidade.

Em Capitão Leônidas Marques, a situação parece estar um pouco mais tranquila, mas as normas do isolamento são rígidas. O Jornal ABC fez um levantamento ao meio dia deste sábado e o número de casos confirmados em capitão é de aproximadamente 04 a seis por semana. Ainda assim o Prefeito Maxwell Scapini vem avaliando diariamente qualquer alteração no quadro.

E olha a secretaria de saúde confirmou neste sábado (20), à tarde que foram colocados mais alguns leitos à disposição da comunidade médica.

Via: Redação/Carlos Zafari/Jornal ABC - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.