Paraná

Lockdown: Governo do Paraná suspende aulas e atividades não essenciais e amplia toque de recolher

A partir da 0h deste sábado (27), ficam suspensos os serviços e as atividades não e...

26 fev 21 - 12h24 Atualizado 26 fev 21 - 12h31 Redação SOT

O governo do Estado adotou novas medidas restritivas para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus em todo o Paraná. Como o governador Ratinho Junior havia antecipado na noite de quinta-feira, as medidas são mais duras. A ação visa tentar conter o colapso na rede de saúde, que já registra falta de UTI em todo o Estado, com pacientes intubados nos corredores e em UPAs.

A partir da 0h deste sábado (27), ficam suspensos os serviços e as atividades não essenciais e as aulas presenciais, inclusive da rede privada e das universidades, e o toque de recolher é ampliado, valendo agora das 20h às 5h, período em que fica proibida a circulação em espaços e vias públicas. O decreto vale até 8 de março.

Em paralelo, o governo informa a abertura de 99 leitos de UTI e 153 de enfermaria entre o período de 22 de fevereiro e 1º de março.

Segundo o governador Ratinho Junior (PSD), objetivo das medidas é fazer um "freio de arrumação" até que mais doses de vacinas cheguem ao estado. "Nós estamos no pior momento deste um ano de enfrentamento da pandemia", justificou o governador.

Determinações - O novo decreto divulgado nesta sexta-feira determina as seguintes medidas:

Suspensão do funcionamento dos serviços e atividades não essenciais.

Proibição de circulação em espaços e vias públicas das 20h às 05h.

Proibição de comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos ou coletivos das 20h às 05h

Suspensão das aulas presenciais em escolas, universidades e instituições estaduais públicas e privadas.

Adequação dos expedientes dos trabalhadores aos horários de proibição provisória de circulação.

Atividades religiosas funcionam somente com atendimento individual ou culto on-line

Regime de teletrabalho para órgãos do estado.

Permitidos delivery, drive-thru e take away.

Priorização da substituição do regime de trabalho presencial para o teletrabalho, quando possível.

Suspensão das cirurgias eletivas por 30 dias para unidades públicas e privadas.

Intensificação da fiscalização do cumprimento das medidas.

Segundo o secretário da Saúde Beto Preto, a ampliação do toque de recolher foi adotada porque a medida, adotada desde dezembro, tem sido eficiente.

"Decreto de restrição da mobilidade teve um êxito muito grande. Nos ajudou a chegar até aqui. Ele fez com que as equipes tivesse um pouco mais de folga para trabalhar", disse.

De acordo com o governador Ratinho Junior, a discussão do que poderá abrir ou fechar.

CONFIRA O DECRETO NA ÍNTEGRA

    Via: Redação/Skalet Fernanda/O Paraná - Foto: Divulgação


    Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



    Postagens Relacionadas
    Publicar um comentário:
    Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.