Cascavel

Todas as Unidades de Saúde passarão a ter atendimento exclusivo para Covid-19

Secretaria de Saúde amplia atendimento para suspeitos de Covid-19 e apela para soli...

26 fev 21 - 12h32 Redação SOT
Todas as Unidades de Saúde passarão a ter atendimento exclusivo para Covid-19

Entre os dias 1º e 5 de março, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades Saúde da Família (USFs) de Cascavel atenderão exclusivamente pacientes com sintomas da Covid-19. O anúncio foi feito pelo secretário de Saúde, Thiago Stefanello, na manhã de sexta-feira (26).

O atendimento a paciente crônicos ou para aqueles que tinham consultas marcadas nas unidades foi cancelado. A medida se faz necessária diante do avanço dos números da Covid-19. 

Para  alertar a população e conter a explosão de novos casos, a Secretaria de Saúde divulgou imagens da superlotação de uma das UPAS. 

“Pedimos compreensão e paciência de todos. Espírito de empatia e solidariedade. Não é momento de pânico e aglomerações em padarias e supermercados. Ficar em casa esperando o controle da transmissão do vírus. Precisamos de tempo para tratar as pessoas intubadas para que outras possam receber atendimento. Tenhamos calma, nós vamos superar tudo isso, mas com apoio da população”, diz Stefanello.

Neste período pessoas que apresentam sinais ou sintomas de COVID-19 podem procurar o atendimento em qualquer unidade (UBS/USF) entre 8 h e 17 horas. 

Nas unidades que já tinham atendimento exclusivo UBS Santa Cruz, UBS Nova Cidade e UBS Floresta, o horário de funcionamento será das 7h às 22h. Gestantes permanecem com atendimento normal. 

Preocupante

O índice de ocupação de leitos em Cascavel e região é muito preocupantes e, diante da situação, algumas mudanças no atendimento de saúde foram anunciadas pelo Secretário de Saúde, Thiago Stefanello.   

O secretário falou sobre a região oeste e a série de mudanças tomadas imediatamente, ancorada em números. 

Stefanello informou que 15 estados do país estão com mais de 90% da taxa de ocupação de leitos, no Paraná 94% dos leitos ocupados.  

“Na região há pelos menos quatro dias NÃO há leitos livres, em alguns momentos ficam vagos, mas até os minutos seguintes que é o tempo de regular e remanejar ou transferir o doente”.

São 21 doentes em situação grave esperando uma vaga de UTI na Décima Regional de Saúde – 25 cidades incluindo Cascavel- e ainda nove (9) aguardam vaga de enfermaria.  

Para se ter uma ideia,  são 93 pacientes aguardando por internamento na Macroregional Oeste (composta por cinco Regionais com cem cidades do Paraná).

Em Cascavel, hospitais públicos e privados estão todos lotados. As UPAs também atuam com superlotação no sistema. 

 “Muita preocupação, temos mais de 200 servidores com sintomas afastados do trabalho, que reduz ainda mais a capacidade de atendimento”, conta Stefanello. 

Em sete dias o município contabilizou oito mil consultas realizadas pelo sistema público municipal. Foram 8.411 consultas incluindo UBS, UBS Covid, UPAS, Hospital de Retaguarda. 

Somente ontem, quinta-feira (25), foram 1.111 em UBSs, 182 UBSs Covid, 660 nas UPAs,  160 consultas no hospital de Retaguarda, 

Diante de tudo isso, o secretário fez um pedido aos servidores que atuam na linha de frente. “Fazemos um pedido aos nossos servidores para reforçar atendimento, mais um pouco, todos que possam fazer hora-extra pra permanecer nos plantões, e ampliar a capacidade nas nossas UPAS”, pede o secretário Thiago Stefanello. 

UPA Veneza

- 20 pacientes internados na enfermaria 

- 6 pacientes no suporte (sendo 3 intubados estado grave)

UPA Brasília

49 pacientes na enfermaria 

11 pacientes no suporte (sendo 5 intubados estado grave)

UPA Tancredo

29 pacientes internados na enfermaria 

02 pacientes no suporte (sendo 1 intubados estado grave).

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Luiz Felipe Max


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.