Paraná

A importância do manejo da cigarrinha para diminuir as perdas de produtividade na cultura do milho

Os molicutes são uma classe de bactérias (espiroplasmas e fitoplasmas) que coloniza...

24 mar 21 - 14h32 Atualizado 24 mar 21 - 14h34 Redação SOT
A importância do manejo da cigarrinha para diminuir as perdas de produtividade na cultura do milho

Quem é produtor rural e planta milho safrinha provavelmente já se deparou, no momento da colheita, com uma alta quantidade de plantas de milho tombadas sem que tenha havido uma causa natural, como ventos fortes (Figura 01). É provável que a causa desse tombamento sejam doenças do complexo mollicute, chamadas de “doenças de enfezamentos da cultura do milho”.

Os molicutes são uma classe de bactérias (espiroplasmas e fitoplasmas) que colonizam o floema, vasos condutores (“veias”) de seiva elaborada das plantas, ocasionando seu entupimento e, consequentemente, a morte das plantas. A ocorrência dos enfezamentos em milho tem sido cada vez mais comum, podendo gerar perdas de até 70% das lavouras.

O nome “enfezamento” se dá devido aos sintomas ocasionados às plantas, que ficam mais baixas, com folhas cloróticas (pálidas) e/ou avermelhadas, formando várias espigas pequenas ao invés de uma grande, conforme pode ser visto na figura abaixo;