Brasil

Gold Classic rompe fronteira e consolida seu décimo evento com GP Uruguai

Leovaldo Petry conquista vitória geral em Rivera com Ford Maverick que atende propo...

14 set 21 - 13h27 Redação SOT
Gold Classic rompe fronteira e consolida seu décimo evento com GP Uruguai

Criada e realizada pela primeira vez em Cascavel, no Autódromo Internacional Zilmar Beux, a Gold Classic Brasil rompeu a fronteira quase três anos depois de seus primeiros momentos. O décimo evento da história da categoria, que tem auferido os grids mais numerosos do automobilismo brasileiro, teve no último domingo (12) a realização extracampeonato do GP Uruguai. O Autódromo Eduardo Prudêncio Cabrera, palco da disputa, localiza-se na cidade de Rivera, que marca a fronteira com o Brasil sendo vizinha à gaúcha Santana do Livramento.

Em que pese os contingentes numerosos da categoria nas pistas brasileiras onde já teve eventos – Cascavel, Curitiba e Interlagos –, o grid do GP Uruguai foi o mais enxuto da Gold Classic em dez edições realizadas. Foram 28 os carros na pista de 3.160 metros de Rivera. O grid da primeira corrida do domingo contou com 27, decorrência do incêndio que consumiu parte do Aldee-VW do paranaense Paulo Rogério Stelle nos treinos livres de sábado. Stelle formou uma dupla de última hora com o gaúcho César “Bica” Vianna na Divisão 2/Turismo.

O evento no Uruguai acolheu uma experiência da Gold Classic voltada à Super Gold, categoria para carros de preparação acima dos limites admitidos pelo regulamento técnico: a Super Gold poderá formar um grid à parte nos eventos de 2022, a partir de uma composição em discussão entre organização e pilotos. O vencedor geral do GP Uruguai, inclusive, integrou a Super Gold: o gaúcho Leovaldo Petry, com um Ford Maverick. O catarinense Rodrigo Bonora, com uma carroceria de Fusca instalada sobre o chassi de um Aldee-VW, ficou com a segunda colocação.

Pela Divisão 4, Giovani Almeida, campeão na Divisão 2/Turismo, conquistou a vitória no GP Uruguai na soma dos pontos das duas baterias. A segunda posição coube a Ciro Paciello, piloto do GM Omega da Big Power Competições. Mauro Kern, de Puma GT, e Caio Lacerda, de Aldee-VW, foram terceiro e quarto. Todos são pilotos paulistas. O quinto lugar coube a Stelle. A Divisão 3 teve vitórias do paulista Carlão Estites, com o Ford Escort da HT Guerra, e do gaúcho Leonardo Flores, com o VW Fusca da 55Racing, nas divisões Turismo e GTP, respectivamente.

Pela Divisão 2/Turismo, vitória dos gaúchos Sérgio e Anderson Rocha, pai e filho, pilotos do GM Kadett da RS Sports Team. O catarinense Fábio Menegaro foi o segundo com o VW Voyage da Menegaro Racing. Willian Chahine, paulista inscrito com o VW Passat da Paddock Racing-Coelho’s, ficou em terceiro, à frente do gaúcho André Padilha, piloto do VW Gol da 158 Competições, e do uruguaio Andrés Rachid, com o Ford Escort da Turco Garage. A classe GT teve vitória do paulista Marcelo Kairis, com o Puma GT da Paddock/Saúva Racing.

Houve vitória de pai e filho também na Divisão 1/Speed, com Moacir e Daniel Fighera à frente de Carlos Guizzo, ambos com VW Fusca e competindo por equipes próprias. Fechando a “trinca” gaúcha, o terceiro foi Jorge Machado, com o VW 1600 da paulista LF Competições. Na classe Turismo a vitória foi do paulista Juliano Meira, com o VW Voyage da Paddock Racing/Coelho’s, que empunhou a bandeira do Brasil na volta da vitória e foi aplaudido pela torcida uruguaia. A Gold Classic Brasil terá sua etapa final no dia 31 de outubro em Cascavel.

Via: Assessoria Gold Classic - Foto: Divulgação


Whatsapp Portal Sot - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: bit.ly/3twq87I 



Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.