Paraná

PRE interrompe transporte irregular de animais em Floresta, no norte do Paraná

Além das más condições de transporte, os agentes descobriram que os animais não est...

18 jun 24 - 21h17 Atualizado 18 jun 24 - 21h22 Redação SOT
PRE interrompe transporte irregular de animais em Floresta, no norte do Paraná

Na manhã de 17 de junho de 2024, a equipe do Posto de Polícia Rodoviária (PRv) de Floresta interrompeu uma operação de transporte irregular e maus tratos de animais. A equipe foi acionada após uma denúncia e abordou um veículo Fiat/Fiatuno com placas de Belo Horizonte/MG, que rebocava um reboque contendo vários animais em condições inadequadas.

Durante a abordagem, foi verificado que o veículo transportava os animais em um reboque sem piso antiderrapante, sem compartimentos adequados e sem ventilação, causando evidente sofrimento aos animais. O motorista, de 38 anos, alegou transportar os animais para fins comerciais, mas não possuía a documentação necessária, como a Guia de Trânsito Animal (GTA).

Além das más condições de transporte, os agentes descobriram que os animais não estavam vacinados e não havia registro de controle sanitário. O responsável não apresentou documentos como o Manifesto de Defesa Sanitária Animal, o que caracteriza graves violações das normas de transporte de animais. A situação também levantou suspeitas de sonegação de impostos e outras atividades ilícitas relacionadas ao transporte clandestino de animais.

Em resposta à infração, a equipe PRv, em parceria com a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), realizou a apreensão dos veículos e dos animais. As autoridades também encaminharam A.M.O.A. para a Delegacia de Polícia de Floresta, onde ele foi autuado por maus tratos e transporte irregular de animais, além de outras possíveis infrações identificadas durante a investigação.

A ação conjunta das autoridades visa coibir práticas de maus tratos e garantir o cumprimento das normas de transporte de animais, em conformidade com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e a legislação de defesa sanitária animal. O caso está sendo acompanhado pelo Ministério Público e as investigações continuam para identificar possíveis outras irregularidades associadas ao transporte irregular de animais.

Via: SOT/Luiz Felipe Max - Foto: Divulgação


Envie sugestões de Pautas, Fotos, Videos, ou Participe do grupo no WhatsApp ou do nosso Canal no Telegram receba as principais notícias do oeste do Paraná em primeira mão! 

CANAL NO WHATSAPP  -  CANAL DO TELEGRAM - GOOGLE NEWS 



Leia Também:
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.